Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020

Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
Sorocaba 

buscar

<< SOROCABA Entidades sorocabanas se unem na prevenção do câncer de mama

Publicada em 16/10/2020 às 16:33
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR
O Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP), Regional Sorocaba, o Serviço Social da Construção Civil (Seconci-SP), Regional Sorocaba, e a Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) uniram forças no engajamento da campanha “Outubro Rosa” e irão promover na próxima terça-feira (20), às 10h, uma palestra de conscientização sobre o câncer de mama.
 
Ministrada pela diretora da Regional São Paulo da Sociedade Brasileira de Mastologia, a médica mastologista Adriana Akemi Yoshimura, a palestra será online por meio da plataforma Zoom. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link http://www.ciespsorocaba.com.br/agendas/evento.php?id=726
 
Segundo dados do Inca (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o segundo tipo que mais acomete mulheres, representando em torno de 25% de todos os cânceres que afetam o sexo feminino.
 
Entre as medidas que contribuem para a prevenção estão a adoção de comportamentos protetores, como seguir uma alimentação saudável, praticar atividades físicas com regularidade, evitar bebidas alcoólicas, manter o peso adequado e a amamentação. Cerca de 30% dos casos da doença podem ser evitados quando adotadas essas ações. 
 
Além disso, a realização do autoexame é fundamental para detectar um possível sinal ou sintoma da doença.
 
De acordo com o Consenso de Mama, a estratégia de controle da doença é a realização do exame clínico anual das mamas em mulheres de 40 a 49 anos. 
 
As mulheres pertencentes a grupos populacionais com risco elevado de desenvolver câncer de mama devem fazer exame clínico e mamografia anual a partir dos 35 anos.
 
Para rastreamento, a recomendação é a realização de mamografia na faixa de 50 a 69 anos, com intervalo de até dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes de a pessoa ter sintomas.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar