Segunda-Feira, 25 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Ramos nas portas das casas vão manifestar fé e esperança em tempos de pandemia

Publicada em 02/04/2020 às 19:06
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Divulgação/PASCOM)

Já a partir desta sexta-feira (3) portas e portões de residências e condomínios, assim como de estabelecimentos comerciais e de tantos outros pontos, de Sorocaba e de cidades da região deverão aparecer decorados com ramos, marcando a chegada da Semana Santa inusitada que os cristãos vivenciarão este ano, em tempos de isolamento social por conta das medidas sanitárias adotadas pelas autoridades ligadas à Saúde na busca de conter a propagação do Coronavírus. Não só em Sorocaba e região, mas em todo o País, visto que a proposta de marcar a entrada de cada um parte da própria Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), convidando a todos a viverem de forma muito especial o Domingo de Ramos’2020 durante a quarentena do Covid-19. “Cada um e cada família, em suas casas, são chamados a celebrar o próximo domingo com fé e esperança”, destaca o convite da CNBB, elencando cinco pontos: 1. Rezar pedindo a graça de bem viver a Semana Santa, ainda que em recolhimento em casa. 2. Colocar no portão ou na porta de casa (em lugar bem visível) alguns ramos. Marcar a casa é uma característica do povo de Deus. 3. Participar das celebrações transmitidas pela televisão ou pelas redes sociais. 4. Comprometer-se a, no futuro, participar ativamente da Coleta da Campanha da Fraternidade. Com ela, ajudamos os mais pobres. E 5. Motivar pelas redes sociais, telefonemas ou outros meios que mantenham o distanciamento social outras pessoas a também celebrarem o Domingo de Ramos desse mesmo modo.

Muitas iniciativas criativas – e outras até inusitadas - estão surgindo Brasil afora no afã de “marcar a sua porta de entrada ou portão com um ramo neste Domingo de Ramos. Mostre a sua fé para todos. Porque o Rei Jesus irá passar!”, como aquela senhora que ontem mesmo separava um ramo de palmeira da árvore existente à entrada de seu condomínio para fixar na porta de entrada de seu apartamento. Iniciativa também ‘sui generis’ veio da vizinha cidade de Cerquilho, portanto dentro da Arquidiocese de Sorocaba, onde desde o início da semana o titular da Paróquia de São José, a primeira e mais antiga do Município, o padre José Antônio Leite de Oliveira, vinha incentivando os cerquilhenses a deixar um ramo na entrada da igreja; esses ramos foram todos reunidos num espaço anexo à Matriz e ao meio-dia desta quinta-feira (2), sem a participação do povo como requerem as orientações sanitárias, o sacerdote, sorocabano por sinal e ex-reitor do Santuário Arquidiocesano de Nossa Senhora Aparecida, no bairro de Aparecidinha, os abençoou e, a partir das 13 horas, já estavam à disposição dos fieis para levarem de volta a suas casas.

 

DOM JULIO PRESIDE O DOMINGO DE RAMOS NA SÉ METROPOLITANA – A abertura oficial da Semana Santa’2020 em Sorocaba, marcada assim pelo selo do distanciamento social em tempos de pandemia, ocorrerá, como de costume, às 10 horas deste domingo de Ramos, dia 5, em cerimônia religiosa presidida pelo arcebispo metropolitano dom Julio Endi Akamine, SAC, na igreja da Catedral de Nossa Senhora da Ponte, com esta, porém, fechada e sem povo em seu interior. Contudo, todos poderão acompanhar a solene liturgia de suas casas e ao vivo pelas redes sociais presentes na Internet, com destaque ao Facebook da própria Catedral Metropolitana de Sorocaba, como informa seu pároco, padre Tadeu Rocha Moraes.

Praticamente todas as outras paróquias da cidade e região, que neste período de quarentena provocado pela disseminação do Covid-19 vêm, dia a dia, aprimorando seus recursos tecnológicos para a transmissão ao vivo de missas e outras práticas litúrgicas (gravações desses atos perdem sua eficácia, como destacam as orientações emanadas de Roma, da Sagrada Congregação Pontifícia para o Culto Divino), também transmitirão depois de amanhã, em diferente horários, pelas suas redes sociais presentes na Internet, missas ‘sine populo’ oficiadas por seus sacerdotes marcando a passagem do Domingo de Ramos, com a recordação da entrada triunfal do Cristo em Jerusalém aos brados de ‘Hosana ao Filho de Davi, bendito o que vem em nome do Senhor’ e ramos de acolhida espalhados pelo chão e agitados no alto, e onde dias depois Nosso Senhor vivenciaria os sagrados mistérios de Sua Paixão, Morte e Ressurreição. A proclamação do Evangelho da Paixão é outra característica central da missa do Domingo de Ramos.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar