Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Parque dos Espanhóis recebe amanhã teatro e oficinas dentro do 'Cidadania em Cena'

Publicada em 19/12/2014 às 02:12
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

"Cada Um é Um" é um dos espetáculos teatrais integrantes do "Cidadania em Ação" (Foto: Divulgação)
O Projeto "Cidadania em Cena" chega a Sorocaba neste sábado, dia 20, para oferecer ao público espetáculos teatrais e oficinas artesanais com materiais recicláveis, as Ecobrinquedotecas. Durante oito meses, o projeto vai passar pelas cidades paulistas, buscando envolver a arte e o entretenimento e resgatando a ocupação e a convivência em espaços públicos. O projeto é uma realização da Direção Cultura e do grupo "No Mundo da Lua", através da Lei de Incentivo ProAC/ICMS, com patrocínio da Algar. Segundo o diretor da companhia "No Mundo da Lua", Valdo Matos, a escolha das cidades foi planejada estrategicamente. "O projeto foi pensado para visitar cidades em que houvessem espaços públicos que pudessem ser aproveitados. Assim, a ideia é ir até esses lugares, chamar a população e usar esses espaços durante um período", conta o diretor.
 
O projeto, que em Sorocaba ocupará o espaço do Parque dos Espanhóis, na rua Campos Sales, no bairro de Pinheiros, apresenta os espetáculos teatrais gratuitos "Desconcerto - Aplausos, O Sonho do Clown" e "Cada Um é Um", da própria Cia "No Mundo da Lua". Os espetáculos, com 50 minutos de duração cada um, recriando os clássicos números da clowneria do circo-teatro, fazem um divertido jogo de cumplicidade e delicadeza com a plateia por meio do lúdico, da cultura popular e da identidade cultural.
 
Com cenário confeccionado a partir de materiais reciclados, o espetáculo "Cada Um é Um" foi construído a partir de resultados obtidos nas investigações realizadas pela companhia teatral, sob a direção de Valdo Matos. O universo do clown somou-se à experiência adquirida em participações em oficinas e workshops com grandes mestres da técnica do clown, como Lume - Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas Teatrais da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Nani Colombaionni, Philipe Gaulier e Leris Colombaioni, último descendente de uma das mais antigas famílias de tradição da clowneria clássica.
 
OFICINAS, AS ECOBRINQUEDOTECAS - Após as apresentações, são realizadas oficinas de confecção de brinquedos/jogos populares e de instrumentos musicais a partir de materiais recicláveis, denominadas Ecobrinquedoteca. Segundo Zamira Nunes, coordenadora das oficinas, a ideia é despertar o olhar criativo das crianças em cima de qualquer objeto. "A expectativa é de que as pessoas se apoderem das ideias que serão levadas e as utilizem depois", conta a coordenadora. 
 
As atividades fazem um resgate cultural e da valorização das diferentes maneiras de brincar por meio dos ecojogos, como `cabo de guerra', `jogo da velha', dominó, liga pontos e jogo da memória, entre outros. As oficinas ensinam, por exemplo, como fazer um pilão de jornal, bolinha de sabão com garrafa pet e dobraduras. "Nós estamos muito focados em passar para as crianças a ideia de que para brincar não é preciso comprar nada; a brincadeira existe sem brinquedos. Ou, então, ela pode acontecer a partir de algo que a crianças mesmo fez", expõe Nunes. 
 
Para Matos, a expectativa é de que os primeiros contatos com a comunidade sejam positivos. "Eu trabalho com teatro há 30 anos e o contato com o público sempre foi muito proveitoso. Às vezes, as pessoas não gostam de certos estilos musicais, ou de arte, porque não conhecem, não têm contato", afirma o diretor. "Todo projeto que oferece cultura, troca de informações e principalmente a socialização das pessoas é bem-vindo", acrescenta.
 
As atividades gratuítas amanhã no Parque dos Espanhóis serão à tarde. A encenação "Cada um é Um" está marcada para as 14 horas e a peça "Desconcerto - Aplausos O Sonho do Clown" para as 17h30; a Oficina Ecobrinquedoteca começa às 15h30.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar