Anuncie no TUDO À MÃO. Ligue: (15) 3224 4123ASSINE O DIÁRIO. LIGUE: (15) 3224 4123
 
 
 
Ultima Edição:
31/7/2014
Outras Edições
 
publicado em: 14/12/2012 às 00h57:
Acidente em ponto de ônibus deixa quatro pessoas feridas no Campolim
Conforme a polícia, as vítimas relataram que o abrigo se desprendeu do chão
 
Texto:
 
 

Com o impacto contra o ônibus, o abrigo se encolheu e quebrou os vidros (Foto: Edilaine Oliveira)
 
 
Por volta das 15h30 de ontem, usuários do transporte coletivo municipal que aguardavam o ônibus no ponto em frente ao Shopping Esplanada, no Parque Campolim, foram surpreendidos pela queda de parte do abrigo, que foi atingido pelo coletivo que se aproximava, e teve os vidros quebrados pelo impacto, ferindo levemente várias pessoas. Três dos feridos foram socorridos ao ambulatório do shopping e um foi levado pelo Corpo de Bombeiros ao Hospital Regional. Os outros não quiseram atendimento médico e pegaram o próximo ônibus.

No local, os estilhaços de vidro do ponto de ônibus estavam espalhados pelo chão. A Polícia Militar foi acionada, assim como os agentes da Urbes – Trânsito e Transporte, que controlaram o trânsito na pista do sentido ao Centro. Uma das vias ficou interditada devido ao acidente. De acordo com o cabo Rocha, da 1ª Cia. de polícia, os próprios feridos disseram que o abrigo de ferro se desprendeu do chão e cedeu no momento em que o ônibus se aproximava.

Com isso, o veículo bateu contra o ponto, que invadia a rua, e ficou com o painel danificado. Os vidros do abrigo que ainda estavam intactos foram se estilhaçando, ferindo as pessoas. Sete passageiros que já haviam embarcado no ponto anterior e se encontravam dentro do ônibus não tiveram ferimentos. Estes embarcaram em outro ônibus, que chegou em seguida. Conforme a PM, o 3º Distrito de Polícia (DP) iria enviar a perícia técnica ao local. 

Em nota, a Urbes informou que está acompanhando de perto a questão do acidente e aguardará o parecer da polícia técnica. Informou ainda que já comunicou a empresa responsável pela instalação do ponto de ônibus sobre o acidente. O atendimento aos usuários daquela região prossegue normalmente, já que o ponto de parada do transporte coletivo naquele local foi transferido para apenas alguns metros de distância.


Polícia faz operação de combate ao tráfico de drogas na região

A Polícia Civil cumpriu, desde o início da manhã de ontem até o final da tarde, vários mandados de busca e apreensão em todo o Estado de São Paulo. Em Sorocaba e em outras 17 cidades da região, foram desenvolvidas ações como abordagem a pessoas, vistoria em veículos e apreensão de armas e entorpecentes. 

Na cidade a operação teve por foco a zona norte, como o bairro Ana Paula Eleutério, o Habiteto. Conforme balanço final, divulgado por volta das 18 horas, foram cumpridos 19 mandados de busca e apreensão, abordadas 12 pessoas, vistoriados três veículos e apreendidas duas máquinas caça-níqueis. 

Conforme o delegado da seccional de Sorocaba, José Antônio Beloti, esta operação ocorre periodicamente, com ordem vinda da Delegacia Geral da Polícia Civil, cujo objetivo é combater o tráfico por meio da apreensão de drogas e armas e da prisão de foragidos da Justiça. 

A ação mobilizou pelo menos 15 delegacias de diversas cidades da região, onde foram presas em flagrante três pessoas, sete adolescentes apreendidos, 16 mandados de prisão cumpridos, 37 mandados de busca realizados e 322 pessoas abordadas. Ainda na região foram vistoriados 221 veículos, 107g de drogas apreendidas – entre maconha, cocaína e crack – e uma arma de fogo. Foram retidos 10 carros e duas motos, e também oito caça-níqueis e 106 produtos de pirataria.


Infrator usava sapatinho de bebê para esconder drogas

Apreendido com drogas, um adolescente de 17 anos confessou a agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) que estava em seu primeiro dia de venda de entorpecentes para pagar uma divida de R$ 800, adquirida pelos danos que seu cavalo teria provocado na lataria de um veículo. A apreensão aconteceu no Parque Amadeu Franciulli, no Parque Vitória Regia, enquanto o garoto aguardava seus clientes.

Como meio de transporte, ele utilizava uma bicicleta, em cujo guidão trazia um sapatinho de bebê que servia para camuflar 23 pinos de cocaína. O adolescente foi abordado depois que guardas civis perceberam seu nervosismo diante da viatura. Além da droga no sapatinho, foram localizadas mais três pedras de crack numa moita. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Infância e Juventude (Diju), onde foi elaborado um documento por ato infracional. Em seguida, o infrator foi liberado sob termo de compromisso e responsabilidade assinado por sua mãe.


Dois são detidos com moto irregular e entorpecentes

Felipe Willian dos Santos Nascimento e um adolescente de 16 anos foram detidos com 33 pinos de cocaína, 59 pedras de crack, três porções de maconha e R$ 70 em dinheiro. Guardas civis municipais (GCMs), que rondavam as proximidades da base do Jardim Nova Esperança, abordaram os dois após uma tentativa de fuga frustrada. 

A droga estava dividida entre o bolso de ambos e o ponto em que eles estavam. Foi localizada uma moto Honda CG Titan, de cor verde, que, após pesquisa, a placa constou como de apropriação indébita. Por determinação do delegado do plantão norte, o garoto foi liberado para sua mãe, e Nascimento conduzido ao Centro de Detenção Provisória (CDP). A moto foi recolhida por um guincho.


SP tem o menor índice de morte entre adolescentes

Estudo divulgado ontem pela Secretaria Especial dos Direitos Humanos, em pareceria com o Laboratório de Análise da Violência (UERJ), o Unicef e o Observatório de Favelas, o Estado de São Paulo tem a menor taxa de Índice de Homicídios na Adolescência (IHA) no País. Conforme os dados do ano de 2010, o índice do Estado chega a 0,94; enquanto Alagoas está em primeiro lugar no ranking da criminalidade, com 9,07. 

Para o sociólogo Ignácio Cano, um dos responsáveis pela pesquisa, esses números dão força ao discurso dos governantes, que dizem que estão investindo melhor nesta área. Os números do IHA revelam ainda que, para cada mil pessoas de 12 anos, 2,98 serão assassinadas antes de completar a adolescência no País. Este índice aumentou 14% em relação a 2009, quando chegou a 2,61. Conforme o estudo, a Bahia ficou em segundo lugar, com 7,86; o Espírito Santo está em terceiro, com 6,54; e o Rio de Janeiro ficou em 12º no ranking, com 3,32. 

AS PRINCIPAIS VÍTIMAS – O resultado do estudo aponta que os adolescentes negros do sexo masculino são as principais vítimas de homicídios no País. A taxa chega a ser três vezes superior às de brancos. De acordo com critérios do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do IHA, a categoria negro equivale à soma das categorias de cor/raça preto e pardo. 

Alguns fatores, como gênero e raça, aumentam a possibilidade de um jovem ser morto. Em 2010, a chance de um adolescente do sexo masculino ser assassinado era 11,5 vezes maior que a de jovens do sexo feminino. Se o indivíduo for preto ou pardo, a possibilidade aumenta quase três vezes em relação ao branco. 


Operação ‘Fim de Ano’ tem fiscalização em aeroportos  

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) iniciou ontem a operação “Fim de Ano”, que vai reforçar a fiscalização em 12 aeroportos do País. A estimativa da agência é que 17,4 milhões de pessoas viajem de avião neste mês, o que representa um crescimento de 8% em comparação com o mesmo período de 2011.

Foram ampliadas a atuação dos fiscais de seis para 12 aeroportos, considerados os mais movimentados na alta temporada, e também os de cidades que receberão jogos da Copa das Confederações em 2013. Fazem parte do planejamento os aeroportos do Galeão e Santos Dumont (RJ), Congonhas, Guarulhos e Viracopos (SP), Brasília (DF), Confins (MG), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).

Segundo o ministro-chefe da Secretaria de Aviação Civil, Wagner Bittencourt, o objetivo é aumentar a presença da Anac para solução de problemas. Segundo ele, haverá 290 pessoas a mais nos aeroportos. “Com isso, nós vamos adequar o atendimento ao usuário e esclarecer e resolver possíveis conflitos que aconteçam. A ideia é de que estejamos mais presentes para que possamos atender adequadamente à população”.

DADOS DO ANO PASSADO – Segundo a Anac, em dezembro do ano passado o número de voos cancelados e atrasados ficou abaixo do estimado pelo governo, 13% e 3,5% respectivamente. Até novembro deste ano, os índices estavam em 10,5% de atraso e 4,6% de cancelamentos. Com a operação que segue até o dia 14 de janeiro, equipes gerenciais, diretores e superintendentes estarão de plantão durante todo o período. As reclamações podem ser feitas pelo telefone 0800 725 4445, que funciona 24 horas com atendimento em inglês e espanhol, ou pelo site www.anac.gov.br/faleanac.

 

 
 
 
voltar  
     
 
Diário de Sorocaba no Twitter