Anuncie no TUDO À MÃO. Ligue: (15) 3224 4123ASSINE O DIÁRIO. LIGUE: (15) 3224 4123
 
 
 
Ultima Edição:
22/10/2014
Outras Edições
 
publicado em: 09/11/2011 às 21h11:
Serviço de podologia na rede municipal é discutido na Câmara
 
Texto:
 
 

Audiência ontem de manhã discutiu a necessidade de inclusão de podólogos na rede pública de saúde (Foto: Divulgação/CMS)
 
 
A Câmara Municipal sediou na manhã desta quarta-feira (9) audiência pública de iniciativa do vereador Anselmo Neto (PP) para discutir a inserção do serviço de podologia na Rede Municipal de Saúde em Sorocaba.

Definida como a ciência que trata dos pés ou terapia nos pés, a podologia inclui o tratamento de doenças de pele, ungueais e estruturais nos pés de crianças e adultos, incluindo o `pé diabético'. De acordo com os profissionais presentes à audiência, de 5 a 10% dos diabéticos são portadores de úlceras nos membros inferiores, sendo uma das maiores causas de internação.

O vereador Anselmo Neto destacou, na oportunidade, que a podologia não é regulamentada como profissão e que um dos objetivos do encontro foi também propugnar pela viabilização dessa situação no Município, além da ampliação do atendimento. Para isso, ele dará encaminhamento ao tema, marcando reunião com o secretário municipal de Saúde, Ademir Watanabe.

Além de Anselmo Neto, participaram da audiência os vereadores Ditão Oleriano (PMN), Rozendo Oliveira (PV) e Claudemir Justi (PSDB). 

PODOLOGIA NA REDE - Segundo Clarice Bramante, podóloga da Policlínica Municipal, única unidade local de saúde que presta o serviço de podologia na cidade, atende de 100 a 150 consultas por mês no Ambulatório do Pé Diabético, referência para a rede básica. Com formação complementar em Enfermagem, a podóloga ressaltou que diabéticos são pacientes de risco, destacando a necessidade de especialização e encaminhamento médico devido ao risco iminente de amputação. "Não dá para atender o paciente somente com o conhecimento técnico, é preciso ir além", ressaltou.

Para Regina Gonzáles, supervisora de Área da Saúde da Policlínica, a inclusão de podólogos nos postos de saúde é inviável, contudo, sendo segundo ela a educação e a prevenção, visando o autocuidado, a via mais importante.  

Em nome da categoria, a podóloga Doralice Santana disse que vai continuar lutando pela ampliação do atendimento, seja em toda a rede ou dentro da própria Policlínica Municipal.

 
 
 
voltar  
     
 
Diário de Sorocaba no Twitter