Anuncie no TUDO À MÃO. Ligue: (15) 3224 4123ASSINE O DIÁRIO. LIGUE: (15) 3224 4123
 
 
 
Ultima Edição:
26/10/2014
Outras Edições
 
publicado em: 21/05/2011 às 19h54:
Duplicação da SP-79 deve evitar acidentes
Obras custarão R$ 115 mi e iniciam em outubro
 
Texto:
 
 

O governador Geraldo Alckmin anunciou outros investimentos nas rodovias Castello Branco, Raposo Tavares, SP-264 e também no aeroporto (Foto: Fernando Rezende)
 
 
O início das obras de recuperação e duplicação da rodovia SP-79, no trecho entre Sorocaba e Itu – conhecido também como avenida Paraná, foi anunciado ontem pelo governador Geraldo Alckmin, no Salão de Vidro do Paço Municipal.

Os moradores da região do Éden e Cajuru pedem há anos a duplicação da via, onde já ocorreram diversos acidentes. As obras devem oferecer segurança para o intenso tráfego da Zona Industrial, principalmente, veículos de carga.

Os investimentos no trecho da rodovia superam os R$ 115 milhões, com recursos do Governo do Estado, o que não demandará a instalação de pedágio. O processo licitatório para a execução das obras será publicado até o mês de junho. Os serviços iniciam em outubro, assim que a empresa responsável for contratada. 

Desenvolvido pelo Departamento de Estradas de Rodagem, órgão ligado à Secretaria Estadual de Logística e Transportes, o projeto prevê a duplicação da rodovia em 23,1 quilômetros, entre Sorocaba e Itu (km 47,58 ao km 70,7), que custará R$ 100 milhões. A segunda parte do projeto é a recuperação asfáltica de 6,4 quilômetros do trecho da pista já duplicado, a partir do Éden (km 70,7 ao 77,1), que sairá por R$ 15 milhões. 

O último acidente de repercussão na via ocorreu em abril, quando um garoto de 11 anos foi atingido por uma motocicleta. A revolta dos moradores gerou protestos e pedidos para que a rodovia fosse duplicada. 

O prefeito Vitor Lippi enfatizou que a duplicação da avenida Paraná atende a uma antiga demanda dos moradores da região do Éden e Cajuru, devido ao grande volume de caminhões que passam pelo local. No ano passado, o prefeito solicitou a realização das obras em audiências na Secretaria dos Transportes, junto a outros pedidos já encaminhados pelo Governo do Estado. 

OUTRAS RODOVIAS – Alckmin ainda confirmou que, dentro de 15 dias, terão início as obras para implantação de avenida marginal à rodovia Castello Branco e acesso ao complexo industrial da Toyota e ao Parque Tecnológico de Sorocaba. O Governo do Estado de São Paulo contratou uma empresa para a elaboração de projeto visando a duplicação da rodovia SP-264 “João Leme dos Santos”, o trecho entre Sorocaba e Salto de Pirapora, onde se localiza o campus local da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar). Após a conclusão do projeto, será contratada uma empresa para a execução das obras. 

Os demais investimentos incluem a duplicação de mais 26 quilômetros da rodovia Raposo Tavares, entre Araçoiaba da Serra e Itapetininga. O projeto se encontra em análise para a autorização de licença ambiental, etapa que deve estar concluída até o final do mês. Os serviços devem começar em julho e serão executadas em 22 meses, em um investimento de aproximadamente R$ 92 milhões.

Já o Aeroporto de Sorocaba receberá um investimento da ordem de R$ 750 mil em infraestrutura, autorizado pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp). Os recursos serão empregados em equipamentos de telecomunicação aeronáutica e no monitoramento da fauna no entorno do aeroporto, ambos visando melhorar as condições de segurança dos voos. 

Governador recebe reivindicações 
dos funcionários das Etecs para negociações

Um grupo representante dos funcionários das Escolas Técnicas (Etecs) e da Faculdade de Tecnologia (Fatec), do Centro Paula Souza, se reuniu com o governador Geraldo Alckmin para passar a pauta de reivindicações da categoria que está em greve há cerca de uma semana. O documento será enviado está semana à Secretaria Estadual de Gestão Pública para abertura nas negociações. 

A categoria pede aumento salarial de 82,735% para os docentes e 97,558% para os funcionários administrativos. As perdas do período são de 58% para os professores e 71,4%, pessoal administrativo.

O governador lembrou que foi oferecido reajuste salarial de 11%. “Poucas categorias tiveram esse aumento no primeiro semestre. A Secretaria de Gestão Pública está elaborando um Plano de Cargo de Salário para os funcionários”, disse Alckmin que alega que o diálogo está bom entre o governo e a categoria. 

O grupo de cerca de 20 pessoas, maioria professores das Etecs de Sorocaba, entregou a pauta de reivindicações para o governador que se comprometeu a repassar à Secretaria Estadual de Gestão Pública, que deve abrir as negociações. 

SEGURANÇA – Durante a visita em Sorocaba, Alckmin anunciou que haverá capacitação de 500 investigadores e escrivãs, além do concurso para a contratação de 130 delegados com o objetivo da Polícia Civil fortalecer as investigações.

 
 
 
voltar  
     
 
Diário de Sorocaba no Twitter