Domingo, 18 de Agosto de 2019

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< UPHs das zonas norte e oeste terão gestão compartilhada

Publicada em 11/01/2019 às 01:17
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: SECOM)
O prefeito José Crespo assinou nesta quinta-feira (10) o contrato para início da gestão compartilhada na Saúde. As Unidades Pré-Hospitalares (UPH) Oeste e Norte serão geridas pelo Instituto Diretrizes e farão atendimento médico para adultos e crianças. Haverá uma ampliação de, no mínimo, mais 210 mil atendimentos aos cidadãos. Funcionários concursados que atuam nestas unidades serão remanejados para as 32 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para que o projeto de fortalecimento da Rede de Atenção Básica seja concluído. A previsão é de que a transição ocorra no mês de fevereiro.
Para Crespo, a gestão compartilhada na Saúde é uma vitória para a cidade. “De forma empenhada, estivemos integralmente trabalhando nesse projeto. Além do aumento de atendimentos médicos nas UPHs, também teremos o fortalecimento de nossas UBSs, que é a porta de entrada para a consulta médica, e perto da casa dos cidadãos”, explica. O Instituto Diretrizes, Organização Social com sede em Santo André (SP), após assumir a gestão das duas unidades, contará com 159 profissionais entre médicos, administrativos, enfermeiros, coordenador administrativo e diretor-geral técnico na UPH Zona Norte. 
Já a unidade da Zona Oeste terá 148 contratados para exercerem as mesmas áreas multiprofissionais. A Prefeitura ressalta que a escolha pela gestão compartilhada para gerir as UPHs Norte e Oeste é melhor porque oferecerá um quadro ampliado de funcionários com custo anual de R$ 63.219.852,00 para as duas unidades, ou seja, R$ 2.634.160,50 por mês para cada unidade. Isso significa uma economia de R$ 24.780.148,00 em comparação à ampliação feita através de funcionários concursados. Seriam gastos R$ 88 milhões por ano se o Poder Executivo fizesse essa escolha.
A UPH Zona Norte oferecerá, no mínimo, 66 mil atendimentos pediátricos e 156 mil atendimentos adultos por ano. A UPH Zona Oeste prestará 78 mil atendimentos pediátricos e 144 mil atendimentos adultos por ano. Atualmente, a unidade Zona Norte não oferece atendimentos pediátricos e a unidade Oeste não conta com atendimentos adultos. Ou seja, Sorocaba terá no mínimo mais 210 mil atendimentos à população. De acordo com o secretário de Comunicação e Eventos, Eloy de Oliveira, placas serão colocadas nas duas unidades informando à população que ali funcionam um sistema de gestão compartilhada.
De acordo com o Poder Executivo, profissionais concursados dessas duas unidades de urgência e emergência serão remanejados para as 32 UBSs, esperando que isso traga mais médicos e diminua as filas de espera por consultas na Atenção Básica. “Bem planejada e fiscalizada, a gestão compartilhada feita por Organização Social, nos dará qualidade e menor custo na Saúde”, afirma a secretária da Saúde, Marina Elaine Pereira. A previsão é de que tenha um aumento 228 profissionais, entre médicos, enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem, e administrativos nas UBSs.
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar