Terça-Feira, 11 de Dezembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Outubro Rosa Pet reforça necessidade de castração No Parque Vitória Régia, mutirão de castração começa nesta terça

Publicada em 08/10/2018 às 23:30
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Secom)
O mês de outubro já se tornou um marco no combate ao câncer de mama, tanto que inúmeras campanhas de conscientização ocorrem em todo o País durante o Outubro Rosa, como é conhecido. Contudo os cuidados e a prevenção não se resumem apenas aos seres humanos, pois os pets também entram nessa força-tarefa. 
 
O médico veterinário Adelmo Guilhoto Miguel, que atua na área clínica e cirurgia de cães, gatos e animais silvestres, explica que o câncer de mama representa 50% de todos os casos em cadelas e 17% em gatas, e esse índice vem aumentando nos hospitais veterinários de todo o mundo. 
 
Entre os principais sintomas da doença estão pequenos nódulos nas mamas, muitas vezes de crescimento lento, o que atrasa o diagnóstico precoce. “Eles podem evoluir em tamanho e aparecer em outros locais do corpo, como pulmões, fígado e baço, o que chamamos de metástases. A função do veterinário é atuar preventivamente antes que isso aconteça”, destaca Adelmo.
 
Ele afirma que a castração ainda é a melhor forma de prevenção. “Provou-se que o estrógeno, hormônio sexual produzido pelas fêmeas não castradas, pode estimular o crescimento de células neoplásticas latentes na glândula mamária. Somente 0,5% das operadas antes do primeiro cio irão desenvolver tumores de mama. Esse índice aumenta para 15% em cachorras castradas entre o primeiro e o segundo cio”, elenca, recomendando que o melhor período para castração é entre sete meses e 1 ano.
 
Adelmo comenta que a grande maioria dos tutores já tem a consciência da importância preventiva do procedimento. “Muitos passaram por experiências negativas com seus pets por não castrar precocemente. Procuro orientar e explicar com detalhes os riscos e benefícios. A mensagem principal é a de que vamos prevenir doenças, principalmente na fase idosa, quando ele se encontra mais frágil. Não é fácil submeter um pet idoso a uma cirurgia de mastectomia e posteriormente a sessões de quimioterapia.” 
 
O médico veterinário adianta também que o uso de anticoncepcionais é extremamente prejudicial para a saúde do animal e aumenta a probabilidade de câncer na mama. Por outro lado, ele aconselha que os tutores fiquem atentos e sempre apalpem as mamas, mas sem deixar de oferecer ao bichinho exames clínicos. “Nossos clientes nos procuram preventivamente a cada seis meses para exames de rotina e vacinas. Essa é uma oportunidade perfeita para que o profissional faça apalpação minuciosa nas mamas e detecte pequenos nódulos ainda em fase inicial.” 
 
Mutirão de castração
 
A Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins recebeu inscrições para o Mutirão de Castração de cães e gatos de moradores da região do Parque Vitória Régia. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas, das 9h às 12h e das 13h às 16h, na Unidade Saúde da Família Ulisses Guimarães, localizada na rua Ferdinando Irineu Corrá, s/nº, no Parque Vitória Régia.
 
“O nosso objetivo é reduzir a população de animais abandonados e prevenir doenças, assim como promover a melhoria da qualidade de vida dos animais domésticos”, afirma o secretário Jessé Loures. O mutirão ocorre até fevereiro de 2019.
 
Na região do Parque Vitória Régia, a força-tarefa contempla os seguintes bairros: Parque Vitória Régia I, II e III, Alpes de Sorocaba, J.S. Carvalho, Jardim Imperatriz, Jardim Portal do Itavuvu, Jardim Santa Luiza, Herbert de Souza, Jardim Bonsucesso e Sorocaba Park.
 
As cirurgias de castração ocorrerão nos dias 9, 10 e 11 de outubro no Parque “Amadeu Franciulli”, localizado na rua José Martinez Peres, no Parque Vitória Régia.
 

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar