Quinta-Feira, 21 de Setembro de 2017 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< SOROCABA Dia do Cerrado é celebrado com plantio de 10 ipês em Sorocaba

Publicada em 11/09/2017 às 18:35
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Foto: Secom)
Vestidos de super-heróis, com capas de “guardiões da floresta” e viseiras com desenhos de aves, crianças do Clubinho do Refúgio plantaram nesta segunda-feira (11) dez ipês-brancos e amarelos na calçada do entorno do Parque da Água Vermelha, localizado no Jardim Europa.
 
Promovida pela Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins, a atividade simbolizou a passagem do Dia Nacional do Cerrado (11 de setembro). Além de comemorar a data, que faz parte do calendário oficial de eventos da cidade alusivos ao meio ambiente, conforme a Lei nº 8.812, de 15/07/2009, a ação socioambiental também visou contribuir na arborização urbana da região.
 
Espécie típica da região do Cerrado, o ipê chama a atenção das pessoas pela beleza das suas flores coloridas. Sua florada ocorre uma vez por ano, entre agosto e outubro, e pode ser vista em diversas regiões de Sorocaba, inclusive no próprio Parque da Água Vermelha.
 
Antes de plantar as mudas de árvores, a equipe de Educação Ambiental da Secretaria do Meio Ambiente, Parques e Jardins falou sobre a importância do Cerrado e fez uma oficina de plantio com as crianças.
 
Sobre o Cerrado
 
Sorocaba está localizada em uma zona de transição, com vegetação de Cerrado e Mata Atlântica, o que possibilita uma grande biodiversidade de espécies. Atualmente, podemos encontrar pequenos fragmentos de Cerrado em alguns bairros da cidade, como Éden, Cajuru e Aparecidinha. No entanto a memória da existência desta floresta no município se manifesta por meio do nome de bairros, como Cerrado, Seriema e Jardim Ipê, e também de ruas, como Alamedas dos Ipês, Manacás, entre outras.
 
No Brasil, o Cerrado está presente em 14 Estados (Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Maranhão, Piauí, Rondônia, Paraná, São Paulo, Amapá, Roraima e Amazonas), além do Distrito Federal, com uma rica biodiversidade (representa 5% da biodiversidade mundial e 30% da brasileira), porém está extremamente ameaçado devido à destruição das florestas e o uso indiscriminado do solo, como na pecuária extensiva, mineração, monocultura intensiva para exportação e queimadas criminosas.
 
Preparativos com as crianças
 
Para a ação comemorativa, a equipe de Educação Ambiental iniciou os preparativos já na semana passada. As crianças do Clubinho do Refúgio participaram de contação de história sobre a floresta do Cerrado e sua biodiversidade, fizeram observação e exploração de animais taxidermizados deste bioma e também confeccionaram aparatos para o plantio.
 
O objetivo do clubinho é ensinar aos pequenos sobre a natureza, além de estreitar as relações sociais e formar agentes multiplicadores das questões ambientais. O grupo é formado por crianças residentes do bairro Refúgio, comunidade do entorno do parque, que se reúnem uma vez por semana no espaço ecológico.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar