Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< POLÍCIA Crianças e os cuidados com elas nas festas de fim de ano

Publicada em 31/12/2016 às 08:43
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

As festas de fim de ano costumam ocorrer com grande uso de fogos de artifício, concentração (e desatenção) de pessoas celebrando e a presença de crianças nas casas das famílias que assim comemoram, é praticamente certa. No entanto alguns cuidados devem ser tomados para evitar acidentes. E, caso algum ocorra, é preciso calma e saber a forma como proceder. James Roberto da Silva, 31 anos, que trabalha há 12 anos na área de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente, orienta com algumas informações a respeito dessas situações.
 
"Os atendimentos médicos mais comuns em épocas de festas de final de ano são queimaduras, engasgamento, entorses e fraturas. Durante as festas, deve-se manter as crianças longe do fogão, ferros elétricos, churrasqueiras, lareiras, e cinzeiros com cigarros acesos para evitar o risco de queimaduras. Não deixe a criança colocar sacos plásticos na cabeça ou bolas de látex na boca, assim como pequenas peças de brinquedos para evitar o risco de engasgamento. As crianças devem brincar em locais seguros, fora do fluxo de carros e longe de piscinas e sacadas. Mantenha as crianças afastadas de fogos de artifício e nunca permita que crianças soltem fogos." O profissional orienta a sempre manter um adulto supervisionando os pequenos durante as festas.
 
PERIGO DE QUEDA - "Não coloque móveis próximos de janelas e sacadas", orienta Silva, referindo-se à potencialidade de queda por conta do acesso fácil das crianças a lugares altos, como prédios. Ele chama a atenção também sobre o uso de fogos de artifício, produtos de limpeza e utensílios domésticos, que podem estar ao alcance das crianças por descuido ou descaso. "Mantenha a caixa de fósforos ou isqueiros longe do alcance de crianças para que elas não utilizem esses materiais escondidos dos seus responsáveis. Esquecemos que os produtos de limpeza são produtos químicos; alguns deles são inflamáveis, podendo gerar sérios riscos de queimaduras. Há também o risco de ingestão e intoxicação provocadas por eles."
 
QUEIMADURAS E CORTES - Há de se ter cuidados com facas e outros utensílios domésticos utilizadas nas festas. Geralmente as facas de churrascos são extremamente afiadas. E o principal risco com a utilização de fogos de artifício é a queimadura. "Todavia, caso haja uma manipulação errada ou os fogos de artifícios falhem, as bombas podem explodir em solo próximo das pessoas, ocasionado risco de perda de audição ou visão podendo gerar sequelas para o resto da vida." Em caso de acidente, a orientação é lavar a região com água corrente e levar imediatamente a vítima para o Pronto-Socorro. Não coloque nada no local lesionado, receitas e mitos como pasta de dente, borra de café, açúcar, só pioram o quadro. Procurar atendimento especializado o mais rápido possível é o indicado", informa o profissional.
 
DESMAIO - Quando ocorre um desmaio, que é a perda da consciência repentina que leva a uma queda brusca, deve-se observar se a vítima está respirando e se apresenta pulso e, caso não respire, deve-se pedir ajuda médica, ligando para o 192 (Samu) ou 193 (Bombeiros). Alguns destes procedimentos podem ser seguidos, segundo Silva:
 
1. Deite a vítima no chão, de barriga para cima, e coloque as pernas mais altas que o corpo e a cabeça; 
 
2. Ponha a cabeça da vítima de lado para facilitar a respiração e evitar asfixia devido ao risco de vômito;
 
3. Afrouxe as roupas e abra os botões para facilitar a respiração;
 
4. Vá comunicando-se com a vítima, mesmo que ela não responda, referindo que está ali para ajudá-la;
 
5.Observe possíveis lesões causadas pela queda e se estiver sangrando, trate a hemorragia.
 
"Além disso, é importante ficar junto da vítima até a chegada da ajuda médica, mantendo o ambiente arejado, e sem muita gente à volta e, se possível, afaste a vítima de locais perigosos, como janelas ou escadas." 
 
Silva é técnico de Segurança do Trabalho, tecnólogo em Gestão Ambiental; pós-graduado em Sistemas de Gestão Integrados - Qualidade, Meio Ambiente, Segurança Ocupacional e Responsabilidade Social, e atualmente cursa Engenharia Civil.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar