Quarta-Feira, 8 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< SOROCABA Aves de rapina são devolvidas à natureza

Publicada em 17/08/2016 às 06:27
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Secom)
 
A Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura realizou, na semana passada, a soltura de 26 aves de rapina no Parque Natural Municipal Corredores de Biodiversidade (PNMCBio) - a primeira unidade de conservação do Município -, localizado na Zona Norte, nos altos da venida Itavuvu. Entre os exemplares, havia 19 corujinhas-do-mato (Megascops choliba) e sete quiriquiris (Falco sparverius). 
 
De acordo com a equipe da Secretaria do Meio Ambiente, todas as aves eram de vida livre e foram encaminhadas ao Parque-Zoológico Municipal “Quinzinho de Barros” por órgãos oficiais, como o Corpo de Bombeiro e a Polícia Militar Ambiental. Ao chegarem, estavam em diferentes situações de saúde e para serem devolvidas à natureza foram tratadas no Setor Veterinário do Zoo, para, então, retornarem ao ambiente natural.
 
A corujinha-do-mato e o quiriquiri não estão, porém, nas listas de animais ameaçados de extinção e são comumente encontradas em Sorocaba, inclusive no Parque da Biodiversidade, local com condições para a sobrevivência das aves, e em todo o Brasil. As duas espécies são classificadas como aves de rapina, ou seja, aves carnívoras, com adaptações para a caça ativa, tais como garras fortes, bicos afiados e excelente habilidade para voo, além de ótimas visão e audição. Alimentam-se de insetos, aranhas e pequenos vertebrados, como roedores e lagartos. Desse modo, atuam como controladores das populações desses animais.
 
Apesar do Zoológico “Quinzinho de Barros” não ser um local adequado a receber animais e aves oriundos da Polícia Ambiental e outros órgãos, que realizam a captura e apreensão da fauna silvestre, a Secretaria do Meio Ambiente informa que ainda aceita receber exemplares machucados e filhotes por questões humanitárias e também segurança, no caso de serpentes peçonhentas. Os Centros de Triagem são os locais mais adequados a receber animais apreendidos. 
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar