Quinta-Feira, 27 de Fevereiro de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< ESPORTE Atleta é escolhida para carregar Tocha por sua história de superação

Publicada em 09/07/2016 às 22:24
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

(Arquivo Pessoal)
Apesar de morar em Barra Bonita (SP), a podóloga e atleta de 44 anos, Ana Cristina Levorato Moraes, foi escolhida pela sua história de superação para carregar a Tocha Olímpica no dia 17 de julho, em Sorocaba. Participar desse momento único é considerado uma honra por ela.
 
Ana Cristina passou a infância em um sítio em Mineiros do Tietê (SP) e não tinha contato com o esporte. “Era dispensada nas aulas da escola pelo fato de morar no sítio”, conta. A atleta entrou para o atletismo há três anos, por conta de um problema sério de saúde envolvendo um ente da família. “Estava envolvida emocionalmente e por isso quase entrei em antidepressivos. O colesterol, triglicérides e diabetes estavam alterados." 
 
A partir desses problemas, ela resolveu começar a correr e, na pista de atletismo, conheceu esportistas que fazem parte da Prefeitura de Barra Bonita; seu técnico a avaliou e daí em diante nunca mais parou. “Antes disso, eu só fazia hidroginástica, mas nunca fui ligada ao esporte”, explica. 
 
Colecionadora de diversas medalhas, Ana Cristina participa de corridas de rua e dos Jogos Regionais. Para a esportista, a medalha que mais a marcou foi uma bronze em seu primeiro torneio nos Jogos Regionais. 
 
A oportunidade de caminhar com a tocha surgiu por causa da filha, que viu em uma rede social a chamada de uma patrocinadora procurando atletas para correr com a tocha. Ana Cristina levou no descaso, pois não acreditava que poderia ser escolhida. “Tinha de contar uma história; no caso, coloquei minha história de superação com a corrida, em que melhorei minha saúde e emagreci 10 quilos. Aí, fui uma das classificadas."
 
Para a atleta, participar do evento é uma grande honra. “É um momento único onde carrega um significado lindo, pois as Olimpíadas foi criada depois da guerra para ajudar na união dos povos. A história das Olimpíadas é fantástica”, afirma. 
 
Ana Cristina classifica a oportunidade como um grande acontecimento em sua vida. “Na vida, a gente tem vários momentos importantes, como concluir uma faculdade, casamento, espera de um filho, mas esse da Tocha Olímpica foi um acontecimento diferente, não sei explicar, mas estou muito feliz."
 
O maior sonho da esportista é conduzir jovens a praticar esportes. Segundo ela, a função do atletismo é formar atletas e dirigir adolescentes que poderiam estar em um caminho errado. “A partir deste ano, estamos saindo da Prefeitura e virando uma Instituição de Atletismo Campeões do Futuro, onde fui convidada a ser presidente. Vou levar a tocha em todas as escolas; a sede da Marinha aqui na cidade também me convidou para mostrar lá. Vai servir como um incentivo às pessoas a praticarem esportes”, diz.
 
A prática do esporte é importante para Ana Cristina, pois, a par da melhora da saúde física, aprimora a saúde mental. “Fazemos muitos amigos que são pessoas do bem. Nesses três anos de atletismo, vi, aqui em Barra Bonita, campeões brasileiros e estaduais, e jovens que não tinham recursos nenhum, sendo encaminhados na vida, fazendo uma faculdade, outros com emprego digno”, completa.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar