Terça-Feira, 2 de Junho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< 'Brasil não pode desperdiçar uma boa crise', afirma Barbosa

Publicada em 23/01/2016 às 04:57
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, disse nesta sexta-feira (22) em Davos que o Brasil não pode desperdiçar uma boa crise, uma referência ao fato de que a forte queda do PIB pode levar o Congresso a ficar mais sensível à necessidade de aprovar as reformas fiscais propostas pelo governo, especialmente a CPMF e a Desvinculação de Receitas da União (DRU).
 
Barbosa disse ao público de investidores e autoridades econômicas da América Latina que dois anos consecutivos de queda do PIB, são um fator que pode ajudar o governo a convencer o Congresso a aprovar reformas estruturais.
 
Barbosa disse também que o Brasil está abrindo a economia para investimentos. Ele mencionou um encontro sobre infraestrutura do qual participou ontem de manhã em Davos, no qual uma das principais constatações foi de que há supercapacidade em quase todos os setores da economia global, mas com a exceção da infraestrutura, em que a oferta está aquém da demanda.
 
 
Governo estuda uso do FGTS como 
garantia de empréstimo consignado
 
O governo estuda a possibilidade de o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) ser usado como garantia para empréstimo consignado. A informação foi dada pelo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, em conversa com jornalistas, em Davos, na Suíça.
 
Barbosa disse que o governo recebeu essa proposta de instituições financeiras. A ideia é usar o saldo da multa do FGTS caso o trabalhador perca o emprego. Segundo o ministro, o argumento em defesa da proposta é que, em momento de alta do desemprego, o uso do FGTS reduziria o risco de inadimplência, no caso dos trabalhadores do setor privado e, por consequência, a taxa de juros cairia.
 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar