Sábado, 4 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Wendell Lira rouba a cena e brilha no Bola de Ouro da Fifa

Publicada em 12/01/2016 às 04:34
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O Brasil brilhou na cerimônia de entrega da Bola de Ouro-2015 ontem; mas não foi com Neymar. Um brasileiro “desconhecido” roubou a cena em Zurique, no evento realizado pela Fifa. Wendell Lira, do Goianésia, e disputando com craques como Lionel Messi e Carlitos Tevez, venceu a premiação do Prêmio de Gol mais Bonito de 2015, o Prêmio Puskas.
 
Pela primeira vez, o gol mais bonito do ano não veio da elite do futebol mundial. Wendell Lira saiu do modesto Campeonato Goiano, onde brilhou com uma meia-bicicleta pelo ainda mais modesto Goianésia, para brilhar ontem. Em uma eleição aberta com mais de 1,6 milhão de votantes, ele bateu Messi, Tevez e outros figurões, venceu e fez história. "É o melhor dia da minha vida. Poder estar aqui conhecendo grandes jogadores que são meus ídolos, que conhecia só de videogame. Queria agradecer a minha família, Nação brasileira, que votou em mim, minha esposa e minha filha", disse Wendell Lira, que citou a Bíblia ao receber o prêmio. "Queria deixar uma passagem. Quando Golias apareceu disseram: 'ele é muito forte, grande, não tem como ganhar dele'. Davi disse: 'Ele é muito grande, não tem como não acertar ele'. É assim que temos de enfrentar os problemas diários em nossa vida e é assim que agradeço", disse o jogador, que recebeu 46,7% dos votos contra 33,3% de Messi, o segundo colocado. 
 
Lira estava sem clube quando soube da indicação para o prêmio e somente depois  do golaço pelo Goianésia no Campeonato Goiano de 2015, ficou desempregado, pensou em largar o futebol e só arrumou emprego, recentemente, no Vila Nova.
 
MESSI VENCE – Na eleição do melhor jogador do mundo, deu a lógica. O argentino Lionel Messi aumentou a distância para os demais concorrentes e confirmou seu favoritismo com 41,33% dos votos e recebeu, na festa de gala da Fifa, sua quinta Bola de Ouro na carreira. Mesmo sem ter vencido nenhum título no ano, Cristiano Ronaldo ficou com o vice, batendo Neymar por 27,76% a 7,86% na disputa decisiva. Vencedor da Bola de Ouro entre 2009 e 2012, ele é o único do planeta a levar a honraria cinco vezes na carreira. Atrás dele, com duas conquistas a menos, estão Cristiano Ronaldo, Zidane e Ronaldo. E a eleição foi justa. Messi foi o grande nome da temporada brilhante do Barcelona, que venceu no mesmo ano o Espanhol, a Copa do Rei e a Liga dos Campeões pela segunda vez em sua história.
 
QUATRO BRASILEIROS NA SELEÇÃO DOS MELHORES – Ainda ontem, na eleição dos melhores do mundo da Fifa, a seleção dos melhores de 2015 contou com estes quatro brasileiros: Thiago Silva, Marcelo, Dani Alves e Neymar. A eleição foi realizada por mais de 5 mil jogadores profissionais do mundo. No gol, o alemão Manuel Neuer (Bayern de Munique) foi o escolhido; o zagueiro Thiago Silva, do Paris Saint-Germain, faz dupla de zaga com o espanhol Sergio Ramos (Real Madrid); nas laterais, dois jogadores da Seleção Brasileira: Daniel Alves, do Barcelona, no lado direito, e no outro lado, Marcelo, do Real Madrid.
 
No meio, a formação teve o volante croata Luka Modric (Real Madrid), o francês Paul Pogba (Juventus), e o espanhol Andrés Iniesta (Barcelona). No ataque, Neymar e Lionel Messi, do Barcelona, e o português Cristiano Ronaldo (Real Madrid). Luis Enrique, do Barcelona foi eleito o melhor de 2015. 
 
FEMININO - No futebol feminino, a melhor treinadora foi Jill Ellis (Estados Unidos) e a melhor jogadora eleita, Carli Llyod (Estados Unidos).
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar