Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018 ASSINE O DIÁRIO 15.3224.4123

Diário de Sorocaba

buscar

<< Mosteiro de Votorantim não pertence mais à Igreja Católica Apostólica Romana

Publicada em 31/01/2015 às 01:01
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Mosteiro durante construção, em novembro do ano passado (Foto: Reprodução Facebook/Mosteiro Filhos Misericordiosos da Cruz)
O arcebispo metropolitano de Sorocaba, dom Eduardo Benes de Sales Rodrigues, através da Cúria Metropolitana, distribuiu ontem (30) à imprensa este comunicado: “Comunicamos, com profunda dor, aos fiéis católicos, que reconhecem no sucessor de Pedro, hoje nosso querido papa Francisco, o sinal visível da Unidade da Igreja de Cristo, que o Arquimandrita Theodoro A. C. de Oliveira, até agora presbítero da Eparquia Melquita Católica, fundador do “Mosteiro Filhos Misericordiosos da Cruz”, situado em Votorantim, aqui generosamente acolhido pelo meu predecessor, Dom José Lambert, acaba de romper os laços de obediência ao Santo Padre, o papa Francisco, e a seu Bispo, Dom Joseph Gebara, excluindo-se, assim, da comunhão católica.
 
A ruptura será consumada com sua ordenação episcopal, a ser realizada por um Bispo Anglicano, no dia 09 de fevereiro, conforme convite oficial enviado aos católicos que vinham generosamente colaborando com o projeto “Mosteiro Filhos Misericordiosos da Cruz”. Por se tratar de um ato público de ruptura com a Igreja Católica fica proibida a presença de católicos em tal celebração bem como em todas as celebrações que de agora em diante forem presididas pelo Arquimandrita Theodoro ou por qualquer ministro da Igreja Anglicana. Advertimos os católicos de que todos aqueles que o acompanharem em tal decisão estarão também abandonando a Igreja Católica na qual foram batizados e incorrem igualmente nas penas canônicas prescritas tanto pelo Código de Direito Canônico como pelo CCEO, Código de Cânones para as Igrejas Orientais Católicas”.
 
Há 3 comentários nesta notícia

Falam que hoje há unidade, que protestantes são irmãos,reza-se missa conjunta com ortodoxos,mas qdo sai do dogma, excomunhão, não há mudança

Neto - 31/01/2015 - 17:01:16

É um absurdo esse bispo, pensa que é quem? Deus? Que hipocrisia dessa Igreja!

Benedito - 01/02/2015 - 00:02:31

O Arcebispo está afirmando que todos somos livres, quem quiser optar por outros dogmas, não são julgados maus, mas não são católicos.

EDSON CORREA - 01/02/2015 - 09:02:52