Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Umidade do ar em São Paulo fica menor que a do Saara Sorocaba também está entre as cidades com baixa umidade do ar

Publicada em 22/08/2012 às 18:56
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Apesar de não ter registrado níveis de umidade emergenciais como os de terça-feira (21), a cidade de São Paulo tinha 20% de umidade por volta das 15h desta quarta-feira (22). Mesmo assim, o valor ficou abaixo do registrado hoje, no mesmo horário, no Saara Ocidental.

Segundo o site especializado "Weather Channel", a cidade de El Aauin registrou umidade de 29% às 15h (horário local). No norte da África, o Saara Ocidental é um território anexado e ocupado por Marrocos.

Em São Paulo, a medição foi feita no mirante de Santana (zone norte) pela estação automática do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia).

De acordo com o órgão, ao menos outras 23 cidades no Estado também tinham índices de umidade abaixo dos 30%: Campos do Jordão, Presidente Prudente, Franca, São Carlos, Sorocaba, Rancharia, Ourinhos, Avaré, Piracicaba, Lins, Votuporanga, Jales, Valparaíso, José Bonifácio, Ariranha, Ibitinga, Casa Branca, Barra do Turvo, Pradópolis, Barretos, Ituverava, Barueri e Taubaté - que tinha taxa de 16%, menor registro de umidade do ar em São Paulo nesta quarta-feira.

A Defesa Civil Estadual informou que os municípios de Artur Nogueira, Cosmópolis, Engenheiro Coelho, Paulínia, Pedreira, Santo Antônio de Posse, Valinhos também estavam em estado de atenção. Atibaia, Campinas, Holambra, Hortolândia, Indaiatuba, Itatiba, Jaguariúna, Monte Mor, Nova Odessa, Sumaré, Vinhedo tinham umidade abaixo dos 19% e estavam em estado de alerta.

Na quinta-feira, um sistema de alta pressão atmosférica mantém o tempo quente e seco, e a umidade do ar varia entre 20% e 25% durante a tarde. O tempo só deve mudar no domingo, com a chegada de uma frente fria. Há possibilidade de aumento de nuvens e chuva fraca no sudeste do Estado.

Às 15h de terça, a estação do Inmet registrou 10%, índice que empatou com o registrado no dia 14 de agosto de 2009.

Segundo o Inmet, foi o menor valor registrado desde que a medição do instituto começou, em 1963, mas não é possível fazer comparações porque houve mudanças na tecnologia, hoje ela é mais precisa. Foi a menor umidade registrada em todo o país pelo instituto.

RECOMENDAÇÕES - Segundo estudo da Unicamp, índices de umidade relativa do ar inferiores a 30% caracterizam estado de atenção; de 19% a 12%, estado de alerta; e abaixo de 12%, estado de emergência.

Como consequência do tempo seco, algumas pessoas podem sofrer ressecamento de mucosas do nariz e da garganta, sangramento no nariz, ter tosse, dificuldade para respirar, rinite e crises de asma e irritação dos olhos por ressecamento, com vermelhidão e sensação de areia nos olhos, entre outros sintomas.
Com umidade abaixo dos 12%, a Defesa Civil municipal determina a interrupção de qualquer atividade ao ar livre das 10h às 16h, assim como de atividades que exijam aglomerações de pessoas em locais fechados, como aulas e cinemas.

O órgão recomenda umidificar os ambientes internos, principalmente quartos de crianças e hospitais, por meio de vaporizadores, toalhas molhadas ou recipientes com água, além de intensificar o consumo de água.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar