Sexta-Feira, 10 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Estudo sobre roubos entra nas estatísticas de criminalidade em SP Segundo os dados, celulares estão presentes em 57,77% desses tipos de crime

Publicada em 28/06/2014 às 23:23
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) passa a publicar mensalmente o perfil de roubos no Estado de São Paulo. Os dados do estudo detalham o contexto dos roubos e os objetos que foram alvo dos crimes. A publicação é mais uma iniciativa da SSP para que a população tenha acesso a mais dados sobre o comportamento dos índices de criminalidade, e também de aumentar a transparência das estatísticas de crimes. “O nosso objetivo é primar pela clareza. Esses dados permitem um controle social mais amplo para o aprimoramento das políticas públicas”, disse o secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira. Em abril, o perfil de homicídios começou a fazer parte dessa divulgação. 

No total de ocorrências de roubo registradas de janeiro a maio, os celulares estão presentes em 57,77% delas, os documentos em 54% e dinheiro em 12,75%. Já quando apurado o “tipo de objeto” mais roubado, que pode haver mais de um em uma única ocorrência, os documentos pessoais representam 45,16% dos itens que foram alvo desses crimes no acumulado do ano. Entre os documentos estão cartões bancários – que incluem os de débito e de crédito -, carteiras de identidade e as de motorista (CNH). 

Entre os grupos de objetos mais roubados, também estão os aparelhos de telecomunicação – como celulares -, com 17,14% dos itens, e dinheiro – moedas nacional e internacionais -, com 10,24%. O perfil de roubos é elaborado pela Coordenadoria de Análise e Planejamento (CAP) a partir dos dados do Registro Digital de Ocorrências (RDO), que deixa disponível as informações dos boletins de ocorrência analisados individualmente pelos analistas da CAP para ser classificados.

SITUAÇÃO - O estudo aponta que quase a metade dos roubos – incluindo os de veículos – é praticada contra pedestres nas ruas no Estado de São Paulo, com um percentual de 46,77% dos casos de janeiro a maio deste ano. Os dados sobre as situações das ocorrências mostram que um quarto dos roubos – 24,95% - é perpetrado contra veículos. Os estabelecimentos comerciais estão em seguida, presentes em 7,11% dos boletins de ocorrência registrados. Além disso, 6,62% desses crimes foram praticados no interior dos carros nos primeiros cinco meses de 2013.

ESTATÍSTICAS NO ESTADO - Os latrocínios e os furtos caíram em maio no Estado de São Paulo. Os roubos seguidos de morte tiveram redução de 5,7% no mês passado, com 33 casos ante 35 no mesmo período de 2013. Este é o menor número desse crime para um mês de maio desde 2010, quando houve 28 casos.

Com o resultado de maio, este indicador de criminalidade passa a ficar estagnado no acumulado de 2014 – até o mês passado, registrava alta de 1,4% no ano. Foram 173 latrocínios de janeiro a maio, o mesmo número registrado nos primeiros cinco meses de 2013.

Os furtos mantêm a tendência de queda e tiveram redução de 2,4% no mês passado; de 46.767 casos em maio de 2013 para 45.631 no mesmo período deste ano. Desde janeiro, os furtos acumulam uma redução de 3,2%, com 225.000 casos ante 232.549 em 2013. O mês passado foi o 10º consecutivo em que houve redução de furtos no Estado.

Em maio, as polícias aumentaram 13,5% o número de veículos recuperados, de 7.669 casos no ano passado para 8.703 em 2014. O indicador de produtividade policial tem crescimento de 10,7% nos cinco primeiros meses do ano, com 43.310 veículos recuperados ante 39.133 no mesmo período de 2013.

HOMICÍDIOS - Os homicídios tiveram alta de 6,38% em maio, com 350 casos ante 329 no mesmo período do ano passado. Contudo, há uma queda acumulada de 0,9% desde janeiro, de 1.881 casos nos primeiros cinco meses de 2013 para 1.864 no mesmo período deste ano.

Nos últimos 14 meses, apenas em três houve crescimento deste indicador de criminalidade. Nos restantes, foi registrada queda de homicídios. Os roubos tiveram alta de 33,6%, de 21.209 casos em maio de 2013 para 28.336 no mês passado. Com 8.664 roubos de veículos no mês passado, houve crescimento de 13,9% neste indicador de criminalidade em relação ao mesmo período do ano passado, que registrou 7.606 casos.

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar