Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< `Por que os homens mentem?' no palco do Teatro Municipal hoje

Publicada em 18/05/2013 às 19:51
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

O espetáculo teatral "Por que os homens mentem?", depois do grande sucesso que obteve por aqui em breve temporada em abril de 2012, volta a ser apresentado em Sorocaba, no Teatro Municipal, no Parque da Boa Vista, neste domingo (19), em sessão única às 20 horas. A hilariante comédia da Companhia Teatral Nósmesmos Produções Artísticas, de São Paulo, recomendada para maiores de 16 anos, já foi, aliás, aplaudida por mais de 400 mil espectadores. É uma adaptação do livro "As mentiras que os homens contam", de Luís Fernando Veríssimo, e agrada por proporcionar identificação imediata com o público. 

A apresentação de "Por que os homens mentem?" é dividida em esquetes, onde os atores se revezam nos papéis de esposa e marido e retratam cenas do cotidiano de amigos e casais. "Todo mundo já deve ter vivido pelo menos alguma das cenas que apresentamos", afirma o ator Juliano Mazurchi, que divide o palco com os colegas Alessandre Pi, Chicó Ferreira, Christian Hilário e Ricardo Vandré. A direção do espetáculo fica por conta do conceituado diretor/ator e humorista Heyttor Barsalini.  

Os ingressos custam R$ 50,00 (inteira) e R$ 25,00 (meia-entrada: estudantes, professores, idosos, aposentados e PNE), com a doação de um litro de leite dando também direito a desconto de 50% no ingresso inteiro.


TEATRO INFANTIL

`Roubaram o branco do mundo' é atração no Sesc 

A atração para o público infantil da manhã deste domingo (19), às 11 horas, no Sesc Sorocaba (rua Barão de Piratininga, esquina com a avenida Washington Luiz - Jardim Faculdade), é a apresentação teatral "Roubaram o branco do mundo", da Cia Teatral Burucutu. A peça, dirigida por Carla Tito, conta a história do sumiço da cor branca após o nascimento de Constância, uma criança tão branquinha que iluminava tudo a sua volta. A entrada é gratuita e não necessita de ingressos.

A encenação se passa na cidade de Laranjeiras, onde nasceu Constância. A menina nasceu tão branquinha, que o branco, com inveja, sumiu. Ela ficou rosada, o sol sumiu, o céu nublou e tudo escureceu. Todos achavam que era o fim do mundo, pois conforme o relógio rodava mais a cidade amarelava. Anos depois, seu sobrinho Helinho e seu amigo Butano, ambos vendedores de balões, recebem a missão de procurar o branco. Mas a cidade escureceu tanto, que estava sendo evacuada e a escuridão estava se alastrando para outras cidades próximas. A missão dos dois amigos atrapalhados não será fácil, mas os personagens ainda contarão com a ajuda inesperada da própria Constância, que volta para sua terra depois de muitos anos. Um espetáculo divertido, que entreterá toda a família.

A história é baseada na obra "Quem roubou o branco do mundo?" , de Luciano Luppi, e conta no elenco com Mariana de Nóbile, Cris Russo, Gustavo Aragoni e Daniel Marcondes. A Cia. Teatral Burucutu foi fundada em 2002 em Araraquara, interior de Säo Paulo, e, desde então, vem se destacando no meio teatral com montagens contemporâneas e inovadoras, tendo como objetivos formação de público teatral e o resgate de obras literárias fundamentais. Durante seus dez anos de existência, a Companhia sempre encantou o público com versões inusitadas de histórias já conhecidas e brincou com o imaginário, recontando obras já pertencentes ao senso comum, contextualizando-as no seu fazer teatral.


`Domingo no Parque' traz atrações musicais lúdicas e repertório da MPB e samba

A terceira edição inovada do projeto "Domingo no Parque", da Secretaria de Cultura e Lazer da Prefeitura, traz hoje (19) atrações musicais lúdicas compartilhadas para a criançada e repertório de Música Popular Brasileira e samba. Serão realizadas apresentações simultâneas, a partir das 11 horas, no Parque "Carlos Alberto de Souza", no Campolim, e na praça Alberto Sarti, em Brigadeiro Tobias, com o Grupo Alecrim e Regiane Nunes respectivamente. O "Alecrim" foi criado por músicos e educadores com o intuito de realizar um trabalho de formação cultural a partir da Música, voltado ao desenvolvimento motor, cognitivo e social da criança, por meio de um repertório instigante, de arranjos que dão espaço à participação ativa da plateia e interação carismática com o público. É composto por Simone Sil, violão e voz; Jefferson Paes, teclado, sanfona e voz; Renata Braga, baixo e voz; Marco Corrêa, percussão, e Thiago Torres, guitarra. O show é uma mistura de canções de grupos consagrados, como "Palavra Cantada", músicas infantis de domínio público e folclóricas, brincadeiras musicais, contos e trabalhos interativos. Já Regiane Nunes, que começou sua carreira cantando na igreja em sua cidade natal, Sarapuí, é intérprete e violonista com passagem pelo renomado Conservatório Musical de Tatuí. Veio para Sorocaba no começo da década de 90 e continuou cantando em igrejas e em pequenas apresentações públicas, até se profissionalizar em 2000, com interpretação de música brasileira ao vivo por bares da cidade de Campinas. Em carreira solo, participa ativamente do "Cultura da Hora", projeto da Carlos Madia Produções Artísticas, além de fazer apresentações de voz e violão do melhor da música brasileira em diversos locais e eventos de Sorocaba e região. Seu repertório é composto de música brasileira, principalmente MPB e samba de raiz, passando pela bossa nova, pop rock e forró.

No Campolim, onde os frequentadores do parque também contam com redes de descanso, livros do projeto `Vai e Vem', oficinas de pintura, venda de artesanato, brinquedos infláveis e jogos para a garotada, ainda acontecem, por outro lado, a exposição fotográfica "Represa de Itupararanga, um prazer para a alma", da jornalista Fernanda Ikedo, e o "Pé de Palavras", com textos e frases de Vinicius de Moraes, que completaria 100 anos em 2013, das 9 às 13 horas.

PRAÇA FREI BARAÚNA - Á tarde, dentro da expansão do projeto "Domingo no Parque" também, a cantora Patrícia Franco se apresenta, por outro lado ainda, com um repertório escolhido de nomes clássicos do samba, como Beth Carvalho, Clara Nunes, Benito de Paula, João Nogueira e Fundo de Quintal, resultado das influências de uma infância vivida nas rodas de samba da Vila Prudente, na cidade de São Paulo, nas escadarias do Fórum Velho, na praça Frei Baraúna, no Centro. A cantora estará acompanhada de Mir, voz, cavaquinho e violão, e do percussionista e baterista, Ivins Vianna.

Começa às 16 horas.


`INVISIBILIDADE SOCIAL'

Museu da Língua Portuguesa traz mostra inédita de tiras e charges 

O Senac de Sorocaba, em parceria com o Museu da Língua Portuguesa e com o Salão Internacional de Humor de Piracicaba, promove na cidade, de amanhã (20) a 29 de maio, a exposição "Esta Sala é uma Piada". Com entrada gratuita, a mostra estará aberta ao público no hall do auditório do próprio Senac, no final da avenida Cel. Nogueira Padilha.

A exposição tem como tema `Invisibilidade Social' e reúne charges, tiras e caricaturas de cartunistas de todo o País que fazem parte do acervo do Salão Internacional de Humor de Piracicaba. Ao todo, são 40 trabalhos selecionados exclusivamente para a mostra em Sorocaba. De acordo com Maysa Novo Falcão, responsável pelo curso de Aprendizagem Comercial do Senac Sorocaba, a ideia da mostra surgiu em paralelo às práticas de sala de aula, justamente para a reflexão sobre o tema. "A invisibilidade social é extremamente relevante e precisa ser discutida sempre por toda a sociedade. Soubemos dessa mostra e propusemos ao Museu da Língua Portuguesa que a trouxesse ao Senac de Sorocaba", explica. 

RECORTE EXCLUSIVO - Raphael Ramos da Costa Fioranelli Vieira, curador da mostra, conta que os trabalhos foram selecionados especialmente para Sorocaba. "Essa é a segunda edição da mostra, que já percorreu várias cidades do Estado. A parceria com o Senac é inédita e traz um recorte exclusivo, permitindo aos alunos e a toda a população uma discussão mais profunda sobre o tema", destaca ele.

A mostra faz parte das ações itinerantes do Museu, que busca levar ao público do interior do Estado o conteúdo artístico e cultural antes apenas encontrado na Capital. Depois de Sorocaba, a mostra segue para o Senac de Itu, onde fica entre os dias 3 e 13 de junho. 


CLUB AMERICA
 
Banda sorocabana lança terça seu primeiro CD

Na próxima terça-feira, dia 21, às 16 horas, o Club America faz o lançamento oficial de seu primeiro CD, "To get there". O debut-album da banda sorocabana, com lançamento independente, traz dez músicas produzidas pelo produtor musical Felipe Colenci e conta ainda com a participação do rapper americano Chris Brown/Da Deputy em uma das faixas. 

O lançamento será no Estúdio Showlivre (do portal Showlivre.com), com uma apresentação do álbum na íntegra, em uma `listening session' fechada para convidados. O show será transmitido ao vivo, porém, via streaming, através do site da Showlivre e o programa terá, como de costume, a apresentação do Clemente (Inocentes). Na ocasião, tanto os convidados presentes, quanto os expectadores via streaming poderão, inclusive, interagir com perguntas e participar da entrevista, ao vivo através dos perfis do Showlivre.


Armando Fernal canta na abertura da Semana do Meio Ambiente da Unesp

O cantor e compositor sorocabano Armando Fernal será a atração da abertura da IX Semana do Meio Ambiente organizada pelos alunos de Engenharia Ambiental do câmpus local da Universidade Estadual Paulista (Unesp). O show será no anfiteatro do Colégio Objetivo Portal, às 20 horas. Para assistir, é preciso, porém, fazer a inscrição para participar da Semana do Meio Ambiente pelo site www.smasorocaba.com.br ou, pessoalmente, com os alunos na Unesp (avenida 3 de Março, 511 - Alto da Boa Vista).

A Semana do Meio Ambiente da Unesp Sorocaba é realizada desde 2005, com o intuito de reunir os membros do meio acadêmico e cidadãos em um mesmo ambiente, para apresentar, discutir e se atualizar sobre os novos desafios, tecnologias e soluções que se apresentam para todos os setores da sociedade na busca para um futuro sustentável. Armando Fernal tem realizado diversos shows em Sorocaba e região, Grande São Paulo e Litoral paulista e, por onde passa, encanta o público de todas as idades, com suas canções que falam, de maneira sincera e aberta, do turbilhão de sentimentos que mexem com o coração dos jovens, em especial o amor. O show de amanhã do cantor incluirá as canções do CD "I" (Primeiro), além de músicas inéditas, dentre outras atrações-surpresa para o público. Armando faz uma nova música brasileira para jovens e adultos que gostam de apreciar um som diferente, cheio de atitude e energia, mesclando o pop, o jazz e o blues. 

Com apenas 22 anos, o cantor e compositor mostra maturidade para imprimir um estilo próprio em suas canções, que trazem uma mistura de jazz, blues e pop, em um som diferente de tudo e que pode ser chamado de nova música brasileira. "Não me encaixo em apenas um tipo de som. Cada música é uma história e cada história pede um ritmo diferente", explica ele, que lançou seu primeiro CD, batizado de "I" (Primeiro), em 2011 e, de lá para cá, tem marcado presença constante em shows e festivais.

Assim como para a maioria dos artistas do circuito `alternativo', a Internet também tem sido uma aliada na divulgação do seu trabalho e é por meio dela que ele fica cada vez mais conhecido. Sua música mais recente, "Panorama", é um bom exemplo disso. Apesar de não ter sido oficialmente lançada, já é a de maior sucesso entre os fãs que acompanham o cantor em redes sociais e no Youtube. Nela, Fernal traça, literalmente, um panorama de sua vida. Além do ritmo, a música também chama a atenção por não ter refrões, nem repetições - aposta que os Los Hermanos fizeram, anos atrás, em "Cara Estranho", que foi sucesso nacional.


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar