Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Ação da Urbes quer reduzir acidentes envolvendo ciclistas

Publicada em 18/05/2013 às 19:45
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Com palestras educativas, orientações de segurança e distribuição de kits, a primeira ação da “Campanha para Ciclistas” desenvolvida pela Urbes, foi realizada ontem de manhã na praça Coronel Fernando Prestes, no centro da cidade. O projeto também marca o primeiro ano do Programa Integrabike de Bicicletas Públicas da Prefeitura de Sorocaba e chamou atenção de quem passou pelo local. 

Nos próximos meses serão feitos diversos trabalhos com o objetivo de evitar acidentes e melhorar o trânsito de ciclista, explica a gerente de educação de trânsito da Urbes, Roberta Bernardi. “Hoje (ontem) é a inauguração da Campanha de segurança. O foco é evitar acidentes e garantir o conforto dos ciclistas, incluindo orientações para pedalar à noite e trajetos”. Entre os projetos, está a implantação de pitstops nas ciclovias, onde os ciclistas poderão colar adesivos refletores e, inclusive, encher os pneus.

ESCOLA – Também foi montado na praça o circuito da Escola Pedala, que ensina crianças e adultos a andarem de bicicleta e orienta a todos com dicas de segurança. Segundo o coordenador do programa que faz parte do Pedala Sorocaba, Erlon Marun de Ferreira, a intenção é atingir as crianças desde o cedo para enxergarem a bicicleta não apenas como um brinquedo, mas também como um veículo. “Passamos a importância do uso de equipamentos de segurança, algumas técnicas para os ciclistas conviverem entre si nas ciclovias e ensinamos para andar de bicicleta. As crianças que já sabem, auxiliamos para tirar a rodinha.” Podem participar crianças a partir de três anos, e não tem limite de idade. A escola fazia parte do projeto Via Viva e agora é montada em todos os domingos no Parque das Águas.

A dona de casa Ana Paula Amaral Araújo, moradora do Parque das Laranjeiras, era frequentadora assídua do Via Viva, que funcionava na avenida Itavuvu. Ela lamenta que tenha se encerrado, mas garante que o incentivo ao uso de bicicleta continua na família. “Íamos caminhando ou andando de bicicleta até o Via Viva e antes meu filho mais velho, Pablo, 12 anos, não se interessava em pedalar. Depois disso tomou gosto e até eu entrei na onda”, afirma. Ontem de manhã Ana Paula levou o filho mais novo, Gustavo, sete anos, para pedalar no circuito. “Ele ama bicicleta e no mesmo dia que aprendeu a andar, já tirou as rodinhas.”

Também marcou presença, a dona de casa Irani Cristina Martins Bayeux Franco, que aproveitou para fotografar o filho Gustavo, cinco anos, enquanto ele pedalava. Moradores do bairro Santa Rosália, ela conta que sempre o incentiva a usar o veículo. “Andamos pela ciclovia e também em praças do bairro. Acho importante a orientação que deram às crianças, sobre local onde é seguro pedalar.”


 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar