Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Polícia Civil identifica trio que roubou casa de delegado aposentado Um dos ladrões foi capturado na casa, outro visitou a delegacia e o terceiro segue foragido

Publicada em 17/05/2013 às 22:08
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Policiais civis do 3º Distrito Policial (DP), situado no Jardim Paulistano, prenderam, na manhã de ontem, um rapaz de 22 anos, acusado por roubo. Ele teria cometido o crime em janeiro passado, contra um delegado aposentado morador da Vila Jardini. Mais dois rapazes de 18 anos foram identificados como comparsas no crime, porém apenas um foi preso; o outro está sendo procurado.

Em 21 de janeiro passado, o delegado aposentado, de 70 anos, e a empregada, de 48, foram surpreendidos pelos indivíduos que roubaram diversos eletrônicos, joias, dinheiro, pertences pessoais, o carro do aposentado e a aliança que a vítima usava, avaliada em R$ 450. Alguns dos objetos e o valor de R$ 450 em dinheiro foram encontrados na casa onde Leandro Nascimento Custódio, vulgo “Bolão”, foi preso ontem pela manhã.

De acordo com a delegada Marta Ayres Cardum, logo após o roubo, a Polícia Civil entrou no caso e conseguiu identificar Leandro, através do banco de imagens, pois o rapaz já tinha passagem por roubo. A prisão temporária dele foi, então, decretada pela Justiça e ele se tornou um procurado. Ontem, depois de ser preso, ele acabou revelando a identidade dos comparsas, mas por enquanto apenas um foi preso.

VISITOU A DELEGACIA – Um fato diferente, que chamou a atenção nesse caso, foi que durante a prisão de Leandro, o jovem Kauã Felipe Campos de Souza esteve em frente ao 3º DP. Como também tinham foto dele em arquivo, os policiais desconfiaram e foram confirmar se ele era o denunciado por Leandro. No entanto o jovem disse que não sabia.

Mesmo assim, os policiais decidiram averiguar melhor o suspeito, mas, ao ir atrás dele, verificaram que já tinha ido embora. No caminho, Kauã mandou uma mensagem no celular da namorada com os seguintes dizeres: “Nossa..., os cara vai pega eu agora. Vierão pergunta quem era Kauã e eu falei que não sabia. Daí saí, to indo andando.” O jovem foi alcançado e levado para a delegacia. Também Alan Henrique Ferreira Venâncio foi denunciado pelo comparsa e, assim como Kauã, teve a prisão temporária decretada na tarde de ontem. 

Leandro e Kauã permaneceram à disposição da Justiça, na delegacia. Eles foram detidos com prisão temporária; a de Kauã foi fornecida pela Justiça na tarde de ontem, assim como a de Alan, que agora é procurado.


Menores dirigem moto na contramão da avenida Itavuvu

No final da tarde de quinta-feira, uma equipe do Patrulhamento Comunitário da Guarda Civil Municipal (GCM), que rondava as imediações da EM “Genny Kalil Milego”, no bairro Herbert de Souza, deteve dois adolescentes que trafegavam numa moto em alta velocidade. Ao avistar os guardas, a dupla fugiu e acabou circulando pela avenida Itavuvu na contramão, oferecendo perigo aos motoristas.

Após circular por várias ruas do bairro, sempre retornando à avenida, o piloto entrou por um comércio e colidiu com outra moto. Só então a equipe da GCM pôde confirmar que se tratava de dois adolescentes de 15 e 16 anos; este último assumiu a posse do veículo e que o teria comprado por R$ 1 mil. A dupla foi encaminhada à Delegacia da Infância e Juventude (Diju) e autuada por ato infracional devido à falta de habilitação.

Quando seguiam para o Conjunto Habitacional Ana Paula Eleutério para informar a ocorrência aos responsáveis dos dois menores, a equipe deparou com outro adolescente, de 16 anos, tentando se livrar de um pacote depois de ter visto a viatura. O garoto foi detido e ao averiguar o embrulho, os guardas encontraram 36 porções de crack e oito de cocaína. O menor foi também conduzido à Diju e autuado por ato infracional de tráfico de drogas. Depois do trâmite, ele foi liberado para sua mãe, assim como os outros dois garotos detidos com a moto.

OUTRO ADOLESCENTE – Já na tarde de ontem, outra equipe da Patrulha Escolar flagrou um adolescente com porções de drogas, próximo à EM “Professor Luiz de Almeida Marins”, no bairro Júlio de Mesquita Filho. Os guardas patrulhavam perto da escola, quando viram o garoto, que, ao perceber a presença da viatura, passou a andar rapidamente, chamando a atenção dos agentes. Mesmo a distância, a equipe pôde observar o momento em que ele jogou algo no chão. 

Em averiguação, os agentes localizaram seis porções de crack, seis de maconha e uma de cocaína, todas no bolso da bermuda do adolescente. Já ao recuperarem o que ele havia jogado ao chão, constataram que era um embrulho contendo mais 20 porções de cocaína. Encaminhado à Diju, o menor foi autuado por ato infracional de tráfico de drogas e depois liberado para sua mãe, a qual revelou aos guardas que está muito preocupada com o envolvimento do filho com o crime. 


Entregador leva conta de energia e furta carteira de tapeceiro  

Carlos Eduardo Pereira Ramos, 36 anos, foi preso na tarde de ontem em flagrante por furtar a carteira de um tapeceiro na Vila Carol. O detido, que é entregador de contas de energia elétrica, entrou na tapeçaria da vítima, localizada na rua Vicente Paes Filho, para deixar o débito e acabou subtraindo a carteira, que estava sobre o balcão.

Minutos depois de o entregador ter saído, a vítima percebeu a falta da carteira e desconfiou do rapaz, saiu atrás dele e conseguiu abordá-lo na rua Atanásio Soares. A vítima manteve o suspeito detido até a chegada de uma equipe da Polícia Militar. A carteira havia sido jogada ao chão pelo entregador durante a fuga, mas foi recuperada. Dentro dela havia R$ 352 em dinheiro.

O sargento PM Mário e o soldado Roccow, da 5ª Cia., atenderam à ocorrência. Conforme os militares, Ramos confessou o furto e disse que o fez sem pensar. Ele, que trabalhava há cerca de dois meses como terceirizado de uma empresa de energia elétrica, já tinha passagem por estupro praticado em 2008; depois de autuado na delegacia do plantão norte, foi recolhido ao CDP.


Polícia prende suspeito de matar menina de 8 anos em SP

A polícia prendeu ontem um suspeito de abusar sexualmente e matar uma menina de 8 anos em Cidade Tiradentes, zona leste da Capital paulista. O corpo da menina foi encontrado na noite de quarta-feira (15) em um terreno baldio do bairro. A vítima tinha perfurações, hematomas por todo o corpo e sinais de violência sexual.

Uma testemunha contou à polícia que viu um GM Monza prata próximo ao local onde o corpo foi descoberto. Os investigadores encontraram o carro na garagem de um porteiro de 34 anos, vizinho da família da menina. O banco do veículo tinha manchas de sangue. Dentro dele, foi achada uma calcinha infantil, que seria da vítima, e um rolo de barbante, que teria sido utilizado para cometer o crime. 

A irmã do porteiro entregou o suspeito, que prestou depoimento e confessou o crime. Ele, que foi preso temporariamente, estava foragido e era procurado pela polícia desde o dia do crime. Durante a madrugada de ontem, outro vizinho da vítima prestou depoimento no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no entanto a polícia não informou o que esta testemunha relatou. A polícia acredita que outras pessoas podem estar envolvidas no crime.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar