Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Araçoiaba da Serra investe R$ 1,5 milhão e amplia tratamento de água na cidade

Publicada em 15/05/2013 às 22:08
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A Concessionária Águas de Araçoiaba concluiu mais uma obra para ampliar o abastecimento de água na cidade, com investimento de cerca de R$ 1,5 milhão. É o novo módulo da Estação de Tratamento de Água (ETA) Jundiaquara, que entrou em operação nas últimas semanas e aumentou a capacidade de tratamento de 90 para 120 litros por segundo.

Esta ampliação na capacidade de tratamento do sistema de abastecimento de água do município de Araçoiaba da Serra permite atender a uma população adicional de 2.364 famílias, o que corresponde a aproximadamente 9.500 pessoas. O coordenador de Operações da Concessionária, Isaque Rodrigues, ressalta que o novo módulo é importante para atender a demanda do Município. "Com este investimento, temos uma margem maior no sistema de tratamento para abastecer Araçoiaba com qualidade também nos próximos anos, ao longo dos trabalhos da Concessionária", conta ele.

QUATRO MÓDULOS - A ETA Jundiaquara, agora opera, com quatro módulos, conforme detalha Robson de Campos Fidêncio, responsável pelo Setor de Engenharia e Obras da Águas de Araçoiaba da Serra. "Esses módulos são os conjuntos de sistemas necessários para o tratamento da água. Cada um é composto por todas as etapas, iniciando pela floculação, passando para a decantação e, finalmente, pela filtração, quando a água já está pronta para o consumo", explica.

Além do novo módulo, também foi realizada a reforma geral do laboratório de análises, a implantação de quatro leitos para secagem do lodo produzido pela ETA, originado pelo tratamento da água, e também a revitalização da lagoa de estabilização, que recicla a água decantada. 


Araçoiaba da Serra recebe Campeonato Brasileiro de Equitação de Trabalho 

O município de Araçoiaba da Serra foi o local escolhido para receber uma importante competição equestre neste final de semana, entre amanhä (17) e domingo (19). A Coudelaria Ilha Verde será palco da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Equitação de Trabalho da ABPSL (Associaçäo Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano), uma das modalidades mais praticadas e difundidas pelos apreciadores do Cavalo Lusitano no País. O esporte, que em sua essência simula o dia a dia do homem no campo, vem ganhando novos adeptos a cada temporada, graças ao dinamismo de suas provas.

A competição é disputada em quatro fases: Ensino, Maneabilidade, Velocidade e Prova da Vaca. Nas três primeiras, cavaleiros e amazonas precisam demonstrar habilidade e boa equitação para superar obstáculos como redis, porteiras, tambores, pontes e pequenos saltos. Já a Prova da Vaca é vencida pelo conjunto que conseguir separar o animal pré-estabelecido no menor tempo possível. O concurso é parte integrante do International Riding & Dressage Meeting Coudelaria Ilha Verde'2013 que, além das disputas de ET, terá ainda competições de Adestramento Clássico e um Fórum de debates, com a presença de juízes internacionais, credenciados pela Federação Equestre Internacional (FEI). 

Para Orpheu Ávila Júnior, presidente da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Puro-Sangue Lusitano (ABPSL), responsável pela chancela das provas de Equitação de Trabalho, a presença da raça em um evento internacional é benéfica para todos os envolvidos com o Lusitano. "Marcar presença em um momento como esse é fundamental. O PSL vem, ano após ano, ganhando mais espaço, graças também ao sucesso da Equitação de Trabalho. Por isso, realizar uma etapa do nosso Campeonato Brasileiro neste momento tão significativo para o cavalo é algo que fortalece o trabalho de todos", explica.


Alckmin entregam 91 casas no aniversário de Pilar do Sul

Na comemoração dos 136 anos de fundação do município de Pilar do Sul, 91 famílias receberam no sábado (11) as chaves de suas casas próprias, viabilizadas por uma parceira entre a Prefeitura local, que doou o terreno para construção do Conjunto Habitacional Vale Verde e administrou as obras, e o Governo de São Paulo, por meio da Companhia Estadual de Desenvolvimento Habitacional e Urbano, a CDHU, que repassou os recursos financeiros ao Município e supervisionou os trabalhos. Das famílias contempladas pelo programa, 99% possuem renda de até 3 salários mínimos. O valor da menor prestação é de R$ 101,70.

Para a prefeita Janete Pedrina de Carvalho Paes (PSDB), a entrega das casas foi, aliás, um passo importante para sanar o déficit habitacional do Município. "Primeiramente quero agradecer a Deus por esse momento de grande alegria, por todos estarmos reunidos. Quero agradecer ao governador, pois é uma honra muito grande em apenas quatro meses de nosso mandato já estar ele aqui conosco. A população de Pilar pode acreditar que eu farei de tudo para buscar novas moradias e muito mais benefícios para nossa cidade. A construção de mais casas e a realização do sonho da casa própria para as famílias pilarenses é o nosso grande desafio neste mandato e já estamos trabalhando para isso", garantiu Janete, na presença do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que esteve em Pilar do Sul no início da tarde de sábado para entregar as novas moradias e realizar, assim, o sonho de muitas famílias. "A gente fica feliz de entregar as chaves dessas 91 casas que foram feitas com todo o capricho. É casa para quem não tinha casa e que não vai mais ter de pagar, com seu dinheiro sofrido, R$ 300, R$ 400 de aluguel ao mês", frisou Alckmin na oportunidade, acrescentando que São Paulo é o único estado brasileiro que destina 1% do ICMS para a construção de casas para famílias de baixa renda e prometeu a construção de novas moradias no Município. "Vamos construir outras 68 casas, mais 50 moradias para a área rural em parceria com a Federação Rural de São Paulo e mais 45 com o governo federal. Também vamos subsidiar R$ 16 mil para cada uma dessas moradias que serão praticamente 250 casas em Pilar do Sul", ressaltou Alckmin. 

Já o secretário de Estado da Habitação, Sílvio Torres, por sua vez, afirmou que todas as casas receberão aquecedores solares, com capacidade de diminuir em até 30% o valor da conta de luz, e agradeceu a Prefeitura de Pilar do Sul pela parceria. "Foi a Prefeitura quem assumiu os trabalhos da construção depois que o sistema de mutirão não pode prosseguir. Foi graças a ela que nós conseguimos estar aqui hoje, entregando essas casas", afirmou Torres, reafirmando que mais 68 casas já estão aguardando a Prefeitura pilarense realizar a licitação para serem construídas. Ele espera que a licitação ocorra dentro de dois meses.

SONHO DA CASA PRÓPRIA REALIZADO - A pilarense Sônia Regina Dias da Cruz, de 45 anos, vai morar com uma das filhas na casa que acabou de conquistar. Ela mora hoje de aluguel e paga R$ 300; agora, Sônia vai pagar R$ 101. "Moro aqui em Pilar há muito tempo e sempre de aluguel. É a realização de um sonho essa casa. Eu rezava toda a noite para conseguir essa casa. Agradeço a Deus e à Prefeitura por realizar este sonho", falou emocionada.

O conferente e vendedor Samuel Sampaio Laureano, de 45 anos, casado com Fabiana e pai de Rodrigo e Rafael, também conseguiu realizar o sonho da casa própria por meio da CDHU. "Fizemos a inscrição para conseguir umas das casas em 2006 e tivemos a sorte de ser um dos contemplados. Moro aqui há 14 anos e sempre morei de aluguel. Estamos contentes; é a realização de um sonho: poder ter uma casa com uma prestação justa". 

Samuel pagava R$ 400 de aluguel por mês e pagará R$ 155, aproximadamente, em 25 anos pela casa própria da família.

MAIS BENEFÍCIOS PARA O MUNICÍPIO - O governador Geraldo Alckmin também anunciou sábado, em Pilar do Sul, a duplicação da rodovia SP-264, que interliga o Município a Salto de Pirapora e Sorocaba e a recuperação da rodovia SP-260, também de Pilar do Sul a Salto de Pirapora. A entrega de uma ambulância nova, de um caminhão coletor de lixo e um micro-ônibus igualmente foram prometidos pelo governador, que ainda sinalizou o envio de R$ 1 milhão para Pilar do Sul.


Votorantim cria grupo para prevenção da gravidez precoce e saúde do jovem

Um espaço em que o jovem pode contar suas experiências e apresentar suas dúvidas sobre gravidez e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, além de conflitos e descobertas típicos da idade, é a proposta de um novo programa criado pela equipe do Ambulatório de Saúde da Mulher e da Criança, da Prefeitura de Votorantim. A primeira reunião do grupo contou com a presença de doze adolescentes, sendo uma parte delas gestantes. 

Como trata-se de um espaço aberto e colaborativo, as próprias participantes escolherão um nome para o programa nas próximas reuniões. "É mais uma forma de envolvê-las e garantir uma proximidade com o grupo, deixando claro que esse é um espaço para manifestação delas", frisou a enfermeira Aparecida Cristina Nogueira, coordenadora do Ambulatório. 

Normalmente, as reuniões serão divididas em turmas de gestantes e não-gestantes. As grávidas participarão a cada quinze dias e os demais terão, pelo menos, uma reunião a cada mês. Para dar início ao serviço, foram convidadas as jovens atendidas pelo Programa de Pré-Natal de Risco e outras meninas que participam de algum atendimento no Ambulatório, tendo indicação profissional para fazer parte. Na rotina do Programa, os jovens poderão levar amigo(a)s e os profissionais da rede de saúde também poderão fazer encaminhamentos. O grupo é aberto a meninos e meninas adolescentes - com idade até 19 anos.

APOIO MÉDICO E PSICOLÓGICO - As reuniões contarão sempre com o acompanhamento de uma médica especialista em Hebiatria (área da Medicina que trata adolescentes) e uma psicóloga. Na primeira reunião, as profissionais se apresentaram e já fizeram uma primeira dinâmica, com depoimentos das participantes que experimentaram a sensação de contar um pouco de si, suas vivências e dúvidas. A jovem Beatriz, de 12 anos, garantiu que essa parte não foi difícil, porque tem abertura para conversar com a mãe: "Falo bastante com ela e aqui não foi difícil". Para a estudante, a parte mais interessante foi conhecer as histórias das meninas grávidas: "Isso aqui é para orientar a gente, para aprender com o que aconteceu com elas", sentenciou.

A médica Carolina Maria Soares Cresciulo explicou o uso do preservativo.


Votorantim teve 137 casos de dengue desde o início do ano

Desde o início do ano, Votorantim registrou 137 casos de dengue. A Secretaria da Saúde da Prefeitura recebeu 24 confirmações de resultados nesta semana. O Jardim Tatiana continua sendo o bairro com maior número de pessoas infectadas neste ano, com o total acumulado de 49 casos. O segundo bairro é o Vossoroca, que soma 25 casos desde o início do ano, seguido pelo Parque Bela Vista, que teve 14 diagnósticos confirmados. O restante das confirmações foi registrado em todas as regiões da cidade, distribuído em diversos bairros.

As ações de prevenção e controle continuam intensificadas em Votorantim. Desde os primeiros meses de 2013, a Secretaria da Saúde tem percorrido os bairros para orientar moradores, remover criadouros do mosquito transmissor e promover as ações de bloqueio dos casos confirmados. O número de agentes envolvidos neste trabalho foi ampliado em 12 funcionários e outras secretarias municipais também colaboram envolvendo suas equipes, estrutura física e equipamentos quando necessário.

Antes mesmo da confirmação do resultado, o Centro de Zoonoses tem conseguido dar início ao trabalho de controle dos casos suspeitos no Município. A diretora da Saúde Coletiva, Kátia Regina de Oliveira, acentua que mesmo assim todo esse esforço não é suficiente para controlar a dengue e pede o apoio da população para não descuidar da prevenção, mesmo nos meses mais frios do ano, quando espera-se uma redução dos casos. "Pedimos para que as pessoas nos auxiliem, permitam o trabalho dos agentes que visitam os bairros e também façam a sua parte, vistoriando as casas uma vez por semana e removendo qualquer objeto que possa acumular água", recomendou a diretora. 


8ª Tropeada de Itararé a Sorocaba passa pela Fazenda Ipanema

Entre os dias 17 a 25 de maio, acontece a 8° Tropeada de Itararé a Sorocaba. Serão 360 quilômetros de aventura e emoção, resgatando a história tropeira da região. A saída dos tropeiros será nesta sexta-feira (17), às 9 horas, do Centro de Eventos de Itararé, passando a Tropeada depois pelas cidades de Itaberá, Itapeva, Taquarivaí, Buri, Itapetininga, Alambari, Tatuí, Boituva, Iperó e Araçoiaba da Serra, até chegar a Sorocaba.

Em Iperó, a passagem da 8ª Tropeada coincidirá no dia 24, sexta-feira da semana que vem, com a realizaçäo do 2° Seminário Nacional Técnico-Científico de Tropeirismo e Turismo Rural, a partir das 8 horas, na Casa das Armas Brancas. O tema do Seminário tratará da identidade cultural da nossa região, que tem como origem o movimento tropeiro, representativo de uma condição econômica, política e cultural da sociedade paulista que muito contribuiu para o desenvolvimento do comercio e da indústria regional, deixando raízes em nossa história.

O evento é organizado pelo Caminho Paulista das Tropas, Circuito Cultural e Turístico, Caminho dos Tropeiros e Sorocaba & Região (Convention & Visitors) Bureau, com apoio do ICMBio/Ministério do Meio Ambiente, prefeituras de Iperó, São Roque e Sorocaba e Região Turística Itupararanga/Sorocabana. As palestras do Seminário teräo como temas "O Caminho das Tropas", ministrada pelo jornalista e professor Geraldo Bonadio; "Projeto Tropeiro Brasil", com Carlos Solera e Eleni Cássia Vieira, e "Turismo Rural", com Ocílio Ferraz. Haverá ainda apresentação da "Orquestra de Violeiros", de Ribeirão Branco, e de danças folclóricas e tradicionalistas, com os grupos "Querência Amada", de Sarapuí, e "Fandango de Tamancos", também de Ribeirão Grande. O evento é aberto ao público e contará com a participação dos tropeiros e acompanhantes.

Após o pouso na cidade iperoense, os tropeiros continuarão seu trajeto, chegando a Sorocaba, no largo do Divino, no dia 25, sábado. No dia 26, domingo, haverá, entäo, o tradicional desfile dos tropeiros, encerrando a epopéia. Serão 10 dias traçando um caminho pela natureza, atravessando campos e florestas onde a saga tropeira fincou raízes nessas diversas cidades do interior paulista, dentro da regiäo de Sorocaba.
 

 
Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar