Quinta-Feira, 23 de Janeiro de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Espetáculo ‘Carta de amor ao inimigo’ apresenta universo cheio de contrastes Atração musical será apresentada pela companhia de dança catarinense Cena 11, com direção do coreógrafo Alejandro Ahmed

Publicada em 19/09/2012 às 02:20
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

“Carta de Amor ao Inimigo” é uma obra autônoma e exibe um processo inédito de criação na trajetória do Grupo Cena 11 (Foto: Divulgação)
O Sesc Sorocaba apresenta nesta quarta-feira (19), às 20 horas, em seu Teatro, o espetáculo “Carta de Amor ao Inimigo”, da companhia catarinense de dança Cena 11, dirigido pelo coreógrafo Alejandro Ahmed.

Por meio da dança, a companhia apresenta ao público o constante encontro e desencontro de personagens opostos. Elementos como a coreografia e a iluminação também ajudam a compor um universo cheio de contrastes, assim como o próprio título do espetáculo. 

“A situação coreográfica marca um passo estético importante para o grupo e também marca a nossa volta para o palco italiano (tradicional). ‘Carta de Amor ao Inimigo’ é uma obra autônoma e exibe um processo inédito de criação na trajetória do grupo. É realizada com base na nossa definição de corpo exposta no ‘Guia de Ideias Correlatadas’, lançado em 2011, no qual propomos a nossa trajetória em formato de mapa”, comenta Alejandro Ahmed.

A obra, que marca os 20 anos de trajetória do Cena 11, inova ao trazer uma nova ambientação. Antes, a companhia optava por um clima sombrio e inserções tecnológicas. Em “Carta de Amor ao Inimigo”, prevalecem elementos que remetem à paz e à simplicidade. “Cada trabalho é um desapego de tudo que já fiz. Quando você acha que encontrou alguma coisa, tem que encontrar tudo de novo. E nesse trabalho isso acontece a cada apresentação”, diz a dançarina Karin Serafin.

O grupo Cena 11 desenvolve uma técnica peculiar, sempre com o propósito de mesclar teoria e prática na dança. Com os espetáculos “Skinnerbox” (2005) e “Pequenas frestas de ficção sobre realidade insistente” (2007), propôs que sua produção coreográfica fosse tratada como um processo em constante desenvolvimento. A criação de “Sim > ações integradas de consentimento para ocupação e resistência” (2011) inaugurou um projeto de pesquisa que mudou o rumo da coreografia da companhia. Com "Carta de Amor ao Inimigo" (2012), o grupo Cena 11 inicia esta nova fase.

Grupo Cena 11 estreou com “Respostas Sobre Dor” (1994) e, a partir de 1998, começou a atuar como uma companhia profissional. Desde então, foram criados dez espetáculos, apresentados no Brasil e em festivais na Europa. A produção do Cena 11 é ligada à pesquisa artística e a intercâmbios de estudo e prática com outros grupos, como o Impure Company, da Noruega.

Ingressos: R$ 8 (inteira), R$ 4 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante); R$ 2 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes). A unidade do Sesc fica na Rua Barão de Piratininga, 555, Jardim Faculdade. A bilheteria funciona das 9 às 21h30.

Coreógrafo ministra às 15 horas workshop ‘Percepção física e composição generativa’

O coreógrafo, bailarino e diretor artístico Alejandro Ahmed, da companhia de dança Cena 11, ministra nesta quarta-feira (19), às 15 horas, o workshop “Percepção física e composição generativa”, no Teatro do Sesc. 

O workshop tem o intuito de instrumentalizar o corpo para processar informações de maneira a torná-lo mais apto a realizar um exercício crítico e constante, buscando um controle mais apurado de movimento e interpretação. Utiliza-se o risco como instrumento para encontrar um estado de auto-regulação, usando a percepção, a adaptabilidade e o controle para construir confiança.

Desde 1993, o grupo Cena 11 vêm desenvolvendo um método próprio de treinar o corpo para a dança, batizado de “Percepção Física”. Ele funciona como ferramenta para tornar o corpo mais eficiente na consciência e utilização de capacidade adaptativa. No workshop desta quarta-feira, os participantes terão a oportunidade de entrar em contato com essa técnica. Recomenda-se o uso de roupas e sapatos confortáveis e de joelheiras.

Ingressos: R$ 8 (inteira), R$ 4 (usuário inscrito no Sesc e dependentes, maiores de 60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante); R$ 2 (trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes).

  

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar