Sexta-Feira, 29 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Prestigiado pianista Arnaldo Cohen se apresenta no dia 18 em Sorocaba Espetáculo promovido pela MdA International vai ocorrer no Teatro Municipal “Teotônio Vilela”, às 21 horas; ingressos já estão à venda

Publicada em 31/07/2012 às 22:40
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

A BBC Magazine definiu o músico como um "raro fenômeno" (Foto: Divulgação)
Grande pianista brasileiro, o renomado músico Arnaldo Cohen chega a Sorocaba no próximo dia 18, sábado, para uma apresentação no Teatro Municipal “Teotônio Vilela”, às 21 horas, dando continuidade à programação de música clássica do projeto “Schaeffler Música 2012”. Os ingressos estão à venda na Livros e Cia. do Esplanada Shopping por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia); no dia do show, também serão comercializados na bilheteria do teatro. Mais informações pelo telefone (15) 3211-1360

Arnaldo Cohen foi o único aluno na história da universidade brasileira a graduar-se com grau máximo em piano e violino pela Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Teve no grande pianista brasileiro Jacques Klein seu principal mestre. Cohen conquistou por unanimidade o 1º Prêmio no Concurso Internacional Busoni, na Itália e, desde então, apresentou-se em mais de dois mil concertos pelo mundo, como solista das mais importantes orquestras.

A BBC Magazine definiu-o como um "raro fenômeno". Para o selo sueco BIS, Cohen gravou um CD dedicado inteiramente à música brasileira e sobre essa gravação, o crítico do jornal inglês The Times escreveu: “Cohen é possuidor de uma técnica extraordinária e capaz de chamuscar as teclas do piano ou derreter nossos corações”.

A revista Gramophone escolheu a gravação de Cohen para o selo BIS, com obras de Liszt, para integrar a prestigiosa e seleta lista do “Editor’s Choice” e justificou: “Sua interpretação de Liszt não fica nada a dever à famosa gravação feita por Horowitz tanto em cores como em temperamento. Sua maturidade musical e virtuosidade estonteante o colocam na mesma categoria de Richter. A mesma Gramophone não poupou elogios ao álbum de Cohen, que acaba de ser lançado, como solista da Orquestra Sinfônica de São Paulo (Osesp), regida por John Neschling. 

Após viver mais de vinte anos em Londres, Cohen transferiu-se para os Estados Unidos em 2004, tornando-se assim o primeiro músico brasileiro a assumir uma cátedra vitalícia na Escola de Música da Universidade de Indiana. Na Inglaterra, lecionou na Royal Academy of Music e no Royal Northern College of Music, onde recebeu o título de Fellow Honoris Causa. Foi condecorado pelo governo brasileiro com a Ordem do Rio Branco por seus serviços prestados ao país na área cultural. Seu interesse pela vida acadêmica levou-o a participar, como jurado, de vários concursos internacionais, como o Concurso Chopin, em Varsóvia.

Os destaques da próxima temporada incluem apresentações de Cohen como solista, entre outras, das orquestras de Cleveland, Filarmônica de Londres, Sinfônicas de Seattle e Saint Louis, além de recitais em todo o mundo. Em maio de 2011 fará sua estréia no Symphony Hall, apresentado pela Sinfônica de Chicago.

  

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar