Quarta-Feira, 8 de Julho de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Venezuela integra Mercosul oficialmente

Publicada em 31/07/2012 às 22:39
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Os presidentes do bloco selaram o ingresso com mãos dadas (Foto: Wilson Dias/ABr)
A Venezuela foi incorporada ao Mercosul em cerimônia na manhã de ontem, no Palácio do Planalto, com a presença dos presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Cristina Kirchner (Argentina) e José Pepe Mujica (Uruguai) e a presidente Dilma Rousseff.

A cerimônia que oficializa o ingresso da Venezuela não significa que o país será integrado imediatamente ao bloco. A incorporação na prática só ocorrerá no dia 13 de agosto, quando todos os prazos tiverem sido cumpridos, segundo as normas do Mercosul.

Suspenso do bloco desde o final de junho, o Paraguai não participa da solenidade nem aprovou o ingresso da Venezuela. Porém, a ausência do voto dos paraguaios, segundo diplomatas, não afeta a incorporação dos venezuelanos ao grupo.

Hugo Chávez disse que o ingresso do seu país no Mercosul registra um momento histórico que se compara às eleições dos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva, no Brasil, em 2002; Néstor Kirchner, na Argentina, em 2003; e José Pepe Mujica, no Uruguai, em 2009. Chávez destacou que a Venezuela passa a integrar o bloco como parte das mudanças históricas na América do Sul.

“A Venezuela chega ao Mercosul completa e com o desejo de nos integrar totalmente [ao Mercosul]. Continuamos andando na história, preservamos a independência, e o Mercosul é o motor [desse processo]”, ressaltou. O presidente venezuelano fez um discurso empolgado e pareceu bem disposto, depois de longo tratamento para a cura de um câncer na virilha.

Citando a Bíblia, Chávez optou por não criticar os que atrasaram o processo de incorporação da Venezuela, arrastando as negociações por seis anos. “Como disse Dilma, há tempos que a Venezuela deveria ter entrado no Mercosul. Mas, como diz a Bíblia, tudo que está abaixo do Sol tem a sua hora. A entrada coincide com um novo ciclo que será iniciado em breve na Venezuela. Para o nosso projeto de desenvolvimento, nada é mais oportuno.”

Chávez reiterou que o ingresso da Venezuela no Mercosul poderá incrementar o desenvolvimento agrícola do seu país e cooperar com a produção e comercialização de pedras preciosas, materiais estratégicos e estimular o turismo. “O nosso potencial turístico é gigantesco; é uma oportunidade histórica no nosso horizonte”, disse.


Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar