Domingo, 26 de Janeiro de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Conferência de Parques Tecnológicos terá palestrantes do exterior

Publicada em 02/03/2012 às 00:03
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Apresentação da Conferência do Parque Tecnológico contou com a presença de várias autoridades (Foto: Emerson Ferraz / Secom)
Aproximadamente 200 pessoas, entre representantes de empresas, universidades e entidades, participaram do lançamento oficial da Conferência Internacional de Inovação em Parques Tecnológicos, em evento ocorrido ontem, no Teatro do Sesi, Mangal. O objetivo deste encontro foi apresentar ao público a forma como se dará a conferência, que irá de 4 a 6 de junho e marcará a entrega e início de funcionamento do Parque Tecnológico de Sorocaba.

Aberto pelo prefeito Vitor Lippi, o evento contou também com a presença de Desirée Zouain, coordenadora de Ciência e Tecnologia, da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, e de representantes de empresas da Ásia e Europa. O presidente da Agência de Inovação de Sorocaba (Inova), Erly Syllos, detalhou sobre os temas que serão abordados nas palestras, como inovação e serviços, desenvolvimento regional, linhas de financiamento, integração empresa/universidade, micro, pequenas e médias empresas. Revelou também que a conferência contará com 23 palestrantes, nove deles vindos da Ásia, Europa e América do Norte.

Syllos defendeu o Parque Tecnológico como fator de desenvolvimento regional, que será de fundamental importância para a competitividade das empresas de Sorocaba e região. "Hoje, o Brasil sofre muito com a desindustrialização porque a competitividade é baixa. Precisamos de tecnologia, de inovação, para poder brigar em igualdade. Aí é que o Parque Tecnológico tem papel fundamental", disse.

Para Vitor Lippi, a realização da Conferência Internacional e a entrada em operação do Parque Tecnológico vão inserir Sorocaba no cenário mundial da tecnologia, da inovação, e a participação das empresas e das universidades é importante nesse processo. "Será um espaço com o qual todas as empresas, grande, pequena e micro, poderão contar para desenvolver novos produtos, novas tecnologias."

Iniciativa da Prefeitura e do Governo do Estado de São Paulo, o Parque Tecnológico de Sorocaba concentrará também investimentos de laboratórios privados e públicos, de universidades e de centros de pesquisas, bem como representações de associações de classe e órgãos certificadores. Funcionará na articulação entre empresas e instituições de pesquisa.

Em Sorocaba, o incentivo à pesquisa e à inovação começa já com os estudantes do Ensino Médio, amparado pela Lei Municipal de Inovação, a primeira do Estado, e criada exclusivamente para fomentar o desenvolvimento científico e tecnológico.

 

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar