Terça-Feira, 26 de Maio de 2020

Diário de Sorocaba





Leia a edição impressa na íntegra


Clique aqui para acessar a edição do dia
buscar

<< Lojistas estimam vender até 20% mais no Dia das Crianças E para dar conta da demanda, a contratação de vendedores tornou-se uma necessidade

Publicada em 19/09/2011 às 19:54
Compartilhe: IMPRIMIR INDICAR COMENTAR

Enquanto Patrícia escolhia um presente para o sobrinho, o filho passeava pela loja para ver qual iria levar para casa (Foto: Fernando Rezende)
Com menos de um mês para o Dia das Crianças, a exposição de brinquedos nas vitrines das lojas da cidade começam a chamar a atenção. Enquanto lojistas otimistas apostam em lucros de até 20% nas vendas deste ano, outros estão preocupados com a mão de obra para dar conta da demanda esperada nas vésperas da data. 

A gerente de uma loja especializada em brinquedos, Emanuele Nunes, está procurando funcionários para treinamento antes que chegue o Dia das Crianças. “Estou desesperada, quase chamando quem passa na rua para trabalhar aqui”, disse. Ela informou que está recebendo currículos na própria loja, localizada na avenida São Paulo, de pessoas maiores de 16 anos, que morem próximo à loja e que tenham disponibilidade total de horários. “É para início imediato e tem grande chance de efetivação”, destacou.

Na maior parte do ano são 13 vendedores que atendem na loja, mas, quando o final do ano se aproxima, o quadro de funcionários aumenta para 30, com a contratação de novos profissionais. Esse investimento, conforme Emanuele, é compensado pelas boas vendas do período. “Nossa expectativa é de que as vendas rendam entre 5% e 7% de lucro em relação ao ano passado”, comentou.

Conforme a gerente, o brinquedo para meninos que mais teve saída até agora é o Pião de Batalha Ben 10, que em uma semana vendeu 300 unidades. “Esse é um brinquedo que será bem procurado no Dia das Crianças, mas a fábrica não está recebendo mais encomendas porque não está dando conta da demanda.” Já para as meninas, os brinquedos mais procurados são a Mini Chef Sorveteria, que faz sorvetes de verdade; e a Lava-Lava, que é uma máquina de lavar roupas. 

EXPECTATIVA DE 20% - Ubirajara Rodrigues, gerente de uma loja de brinquedos no Centro da cidade, informou que a exposição dos produtos em sua loja ainda está em 40%, mas novas unidades estão por vir. “Até o dia 8 vão chegar mais brinquedos, então nossa loja estará preparada para a data”, garante. Além de brinquedos, a loja vende artigos de cama, mesa e banho, mas os brinquedos são a referência e por isso o gerente ressaltou a importância da data. “No mês de outubro 70% do lucro é resultado das vendas de brinquedos.” 

A expectativa de Rodrigues é de que as vendas alcancem 20% a mais de lucro em comparação ao ano passado. “Não só pelo aumento normal no fluxo de clientes aqui no Centro da cidade, mas também pelos que vêm dos concorrentes para cá”, disse otimista. O gerente tem observado que alguns clientes já estão comprando os brinquedos expostos na frente da loja, como forma de precaução, acredita. “Os clientes têm medo de não encontrar determinado brinquedo quando chegar mais perto da data, principalmente de que o preço aumente. Eles são precavidos.”

AINDA NA PESQUISA – Nem todos os clientes pretendem comprar com tanta antecedência os presentes para as crianças. Mesmo faltando 23 dias para o Dia das Crianças, alguns pais garantem que pesquisar antes é o melhor negócio. Enquanto a professora Patrícia Lopes escolhia um presente de aniversário para o sobrinho, o filho de cinco anos passeava pela loja de olho naquele que iria levar para casa. “Ele disse que quer um dinossauro de presente no Dia das Crianças. Agora ele está só olhando mesmo.” Para o outro filho, de 11 anos, Patrícia disse que o presente será roupa ou tênis, como ele desejar. “Cada um escolhe o que quer ganhar e, quando chega perto da data saímos para comprar, mas já estou observando os preços e pesquisando as lojas, pois é o melhor a se fazer antes de comprar.”

Não há comentários nessa notícia.Seja o primeiro a comentar